Home / MUNDO / Deslizamento de terra no Afeganistão deixa mortos e desaparecidos

Deslizamento de terra no Afeganistão deixa mortos e desaparecidos

Ao menos 350 morreram e 2 mil estão desaparecidos, dizem Nações Unidas.Fortes chuvas causaram deslizamento na província de Badakhshan.

Imagem retirada de vídeo mostra o local do deslizamento no Afeganistão (Foto: AP Video)
Imagem retirada de vídeo mostra o local do deslizamento no Afeganistão (Foto: AP Video)

Pelo menos 350 pessoas morreram na província de Badakhshan, no nordeste doAfeganistão, em um deslizamento de terra nesta sexta-feira (2) causado pelas fortes chuvas, anunciou a missão da Organização das Nações Unidas no país (Unama).

“De 350 a 400 casas foram destruídas no distrito de Argo, como resultado das fortes chuvas que provocaram deslizamentos de terra”, disse Mohammad Baidaar, vice-governador da província montanhosa. O número de mortos poderá aumentar com o trabalho dos socorristas.

“Havia mais de 1.000 famílias morando no vilarejo. Um total de 2.100 pessoas –homens, mulheres e crianças– está soterrado”, disse à agência Reuters Naweed Forotan, porta-voz do governo de Badakhshan.

O deslizamento, que aconteceu após uma semana de chuva forte e num período de derretimento da neve, derrubou centenas de casas e danificou outras centenas, disse ele.

Moradores estavam tentando recuperar seus pertences após um deslizamento menor que atingiu o vilarejo. Ninguém ficou ferido no primeiro deslizamento, segundo autoridades, e o segundo aconteceu poucas horas depois.

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, determinou o início imediato dos esforços de emergência, informou o governo em comunicado.

A Força Internacional da Otan no Afeganistão (Isaf) está trabalhando com o Exército afegão nas buscas por sobreviventes, informou a ONU.

Badakhshan é uma província remota do nordeste do Afeganistão, na fronteira com Tadjiquistão, China e Paquistão. “A informação que recebemos é que 600 famílias vivem no vilarejo de Aab Bareek, em Argo”, indicou o chefe da Agência de Gestão de Situações de Crise, Mohammad Daim Kakar.

 

Do G1

Sobre Hudson Almeida

Veja Também

Assassino em série confessa ter matado 90 pessoas nos EUA

LOS ANGELES — Um detento americano está sendo investigado após confessar ter matado 90 pessoas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.