Home / POLITICA / Cássio critica fechamento de escolas na gestão de Ricardo

Cássio critica fechamento de escolas na gestão de Ricardo

image

Candidato a governador pela coligação A Vontade do Povo (PSDB, PEN, PSC, PP, PTB, PR, PPS, PSDC, PSD, SDD, PMN, PT do B, PRB e PTN), o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) está propondo um novo plano de Educação para o Estado.

Segundo ele, é preciso construir um Estado Educador e democratizar o acesso às escolas, prezando-se pela qualidade pedagógica. Cássio afirmou que a Paraíba vive uma expressiva redução na oferta do ensino público.

“A população assistiu ao fechamento de mais de 200 escolas da rede estadual nos últimos três anos, num profundo desrespeito ao princípio constitucional do direito de todos à educação”, lamentou. 

O senador e candidato tucano ao Governo da Paraíba lembrou que, durante sua primeira gestão  (2003-2006) a estratégia adotada foi a da abertura de novas matrículas. “Levamos o Ensino Médio para mais de 50 municípios nos quais não existia uma sala sequer desta etapa da educação básica”, comentou. 

De acordo com Cássio, a qualidade no setor é o maior desafio. “Não basta apenas garantir o acesso à escola, é preciso assegurar uma educação com qualidade, como preceitua a Constituição Federal. O estudo dos dados de rendimento escolar demonstra graves problemas de ineficiência na gestão educacional, por parte do governo”. 

Entre as propostas do candidato tucano, estão a concentração de esforços para a universalização do Ensino Fundamental e Médio; a expansão da EJA, da Educação Especial e da Educação do Campo; o apoio técnico aos municípios para expansão da Educação Infantil; a Educação voltada para o mundo do trabalho, por meio do fortalecimento de cursos técnicos; a instalação de novas escolas de segundo idioma; e a expansão contínua da escola integral. 

Cássio defende, ainda, a instituição de programas de iniciação científica; a promoção de cursos de educação profissional integrados à elevação de escolaridade; a diminuição significativa do analfabetismo; fortalecimento da EJA profissional e EJA prisional; a promoção da inclusão na escola de pessoas com deficiência, e de ações de inclusão para ajudar alunos em situação de risco social. 

“É essencial o investimento na formação continuada dos gestores escolares para o exercício inovador, competente e comprometido das suas funções, e a realização de uma gestão democrática, transparente e participativa, com ênfase no diálogo e na valorização do magistério e demais profissionais da educação”, disse o postulante. Por fim, Cássio defende o fortalecimento da gestão democrática da UEPB, com a garantia de que o reitor eleito pela comunidade acadêmica será empossado pelo Governo do Estado; a retomada do respeito à autonomia financeira da Universidade, e a criação de condições para a melhoria da articulação entre a UEPB e a educação básica pública.

Veja Também

De moto nas comunidades de Brasília, Bolsonaro prova, de novo, sua gigantesca popularidade (veja o vídeo)

Reprodução Twitter O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez um passeio de moto pela capital ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.