Home / POLICIAL / Aposentado acusado de abusar sexualmente das próprias filhas é preso na PB

Aposentado acusado de abusar sexualmente das próprias filhas é preso na PB

Crimes aconteciam na Zona Rural do município de Mulungu;

filha mais velha, que sofria abusos desde a infância, descobriu que

o mesmo estaria acontecendo com a irmã mais nova

Cidade de Mulungu
Cidade de Mulungu

 

Um servidor público aposentado, de 59 anos, foi preso pela Polícia Civil de Guarabira, nesta quinta-feira (24), sob acusação de abuso sexual das próprias filhas, uma de 19 e outra de 13 anos, na Zona Rural de Mulungu, a 85 km de João Pessoa.

Leia mais Notícias no Portal Santa Rita Verdade 

De acordo com o delegado Ricardo Sena, da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil de Guarabira, o caso havia sido registrado em janeiro deste ano, após descoberta feita pela filha mais velha.

“Ela sofria abusos desde os 9/10 anos, tendo, inclusive, relatado conjunção carnal com penetração. Ao perceber que a irmã mais nova passou a apresentar um comportamento semelhante ao dela, quando tinha a mesma faixa etária, resolveu investigar e, por meio de questionamentos, descobriu que a menor também vinha passando pelo mesmo sofrimento”, disse o delegado.

Nesse momento, segundo ele, a moça se revoltou e resolveu expor a situação para o restante da família, revelando também o seu drama particular, que ainda acontecia. “A história chegou ao Conselho Tutelar e foi registrada na Delegacia da Mulher de Guarabira”, contou Sena.

O delegado comentou que, como não havia flagrante, o aposentado foi mantido em liberdade, mas afastado das meninas, que vivem com a mãe e são fruto de um relacionamento paralelo, tendo o acusado outros filhos com a primeira família.

“A partir de então, a Polícia Civil passou a investigar o caso, colhendo depoimentos de familiares e conhecidos. Algumas primas das garotas chegaram a relatar que já haviam sofrido algum tipo de abordagem maliciosa do acusado”, afirmou Ricardo Sena, explicando que esses outros casos deram força à acusação.

A Justiça, por meio da Comarca de Alagoinha, que engloba a região de Mulungu, expediu um mandado de prisão preventiva, cumprido nesta quinta. “É uma prisão cautelar, visto que o acusado ainda será julgado”, completou o delegado da Polícia Civil. Ele foi encaminhado à Cadeia Pública de Alagoinha, onde aguardará o andamento do processo.

Fonte: PortalCorreio

Veja Também

Tiro acerta celular no bolso da calça de vítima durante tentativa de homicídio no interior de SP

Um homem de 33 anos foi vítima de uma tentativa de homicídio na noite de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.