Home / POLICIAL / Cenas fortes da Internet: Vídeo de mulher sendo torturada por outras mulheres circula pela rede

Cenas fortes da Internet: Vídeo de mulher sendo torturada por outras mulheres circula pela rede

Internet: Vídeo de mulher sendo torturada por outras mulheres circula pela rede
Internet: Vídeo de mulher sendo torturada por outras mulheres circula pela rede e até agora nem vítima e autoras foram identificadas

Um vídeo de uma mulher sendo torturada tem circulado pela internet através do WhatsApp. Uma mulher, clara, cabelos loiros, identificada Victoria Mello é torturada de forma cruel por outras mulheres que acusam a vítima de se relacionar com um homem que provavelmente é comprometido ou foi de uma das autoras. Muito machucada provavelmente por uma sessão de espancamento as autoras da tortura ainda queimam o rosto da vítima com um cigarro, as agressões com o cigarros se repetem a todo instante. As autoras ainda obrigam a mulher se declarar vagabunda entre outros adjetivos vulgares, em meio a isso a vítima continua sendo queimada no rosto pelo cigarro. O vídeo esta circulando pela internet e até agora não se sabe ao certo de onde veio, informações preliminares dão conta que o caso foi em São Paulo na Praia Grande, quando foi feito nós também não fomos informados. A vítima foi identificada e as autoras alguns nomes apareceram, mas nada oficial.

A crueldade nas imagens mostra uma face difícil de ser flagrada em pessoas do sexo feminino, cenas como esta de mulheres torturando e matando, outras mulheres ou outros homens, como o caso da traficante do Pará executando um homem, tem se tornado comum demonstrando que crueldade não tem mais sexo. Esperamos que as autoras dessas imagens de barbárie sejam identificadas o quanto antes e levadas às autoridades.    

Veja Também

Polícia Federal cumpre 48 mandados contra acusados de tráfico interestadual na Paraíba e mais 12 estados

As ordens judicias foram expedidas pela Vara de Entorpecentes de Campina Grande/PB, após manifestação favorável ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.