Home / POLITICA / “Considero essa a maior vitória da minha carreira”, diz Maranhão após ser eleito senador

“Considero essa a maior vitória da minha carreira”, diz Maranhão após ser eleito senador

José Maranhão é eleito senador da Paraíba
José Maranhão é eleito senador da Paraíba

O ex-governador da Paraíba, José Maranhão (PMDB) foi eleito neste domingo (5) o novo senador do estado. Ele disputou o mandato com Lucélio Cartaxo (PT), Wilson Santiago (PTB), Leila Fonseca (Pros), Nelson Júnior (Psol), Walter Brito (PTC) e Rama Dantas (PSTU).

Foram apuradas 100% das urnas. Lucélio Cartaxo ficou em segundo lugar, seguido de Wilson Santiago. Votos brancos foram 264.978, que representaram 11,35% e nulos 325.589 votaram nulo, que somam 13,95%.

Maranhão concedeu entrevista coletiva nesta noite em sua residência no bairro do Altiplano, em João Pessoa. Maranhão que já foi eleito governador por duas vezes, considerou essa maior vitória de sua carreira política.

“Nós tivemos dificuldades em tudo. Praticamente não existiu cartazes e outdoor pela Paraíba. Eu considero essa a maior vitória de toda minha carreira”, disse.

O peemedebista revelou qual será sua primeira medida após eleito: “A primeira coisa que eu pretendendo fazer é uma consulta ampla nas minhas bases. É importante que o PMDB esteja unido. Não farei nada de forma precipitada”, contou. Ele ainda destacou que “esse será um mandato muito frutuoso  para a Paraíba”.

Veja abaixo os números detalhados da apuração de votos para o senador da Paraíba.

José Maranhão (PMDB) – 647.271 votos (37,12%)

Lucélio Cartaxo (PT) – 521.938 votos (29,93%)

Wilson Santiago (PTB) – 506.093 votos (29,02%)

Leila Fonseca (Pros) – 44.62 votos (2,56%)

Nelson Júnior (Psol) – 11.502 votos (0,66%)

Walter Brito (PTC) – 11.063 votos (0,63%)

Rama Dantas (PSTU) – 1.461 votos (0,08%)

Veja Também

Polícia leva publicitário para delegacia após insultos a Ministro: “careca ladrão”, “advogado do PCC”, e “careca filha da puta”

(Marcelo Camargo/Agência Brasil) Ameaças e insultos ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.