Home / BRASIL / Polícia rende sequestrador que fazia mulher refém em Brasília

Polícia rende sequestrador que fazia mulher refém em Brasília

Homem foi atingido por balas de borracha disparadas por policiais do Bope.

Refém foi levada para hospital sem ferimentos; sequestrador foi preso.

Policiais militares conseguiram render o homem armado com duas facas que fazia uma mulher refém em frente ao Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, no início da tarde desta terça-feira. A refém foi levada a um posto médico do palácio e depois para um hospital particular, sem ferimentos. Segundo a polícia, a vítima é funcionária do Tribunal de Justiça.

O homem foi atingido por balas de borracha quando o negociador tentava fazer com que ele se rendesse. Os negociadores da polícia disseram que ele estava “com as ideias atrapalhadas” e que não ficou claro qual era o objetivo do sequestrador. Ele foi levado para a delegacia.

Pouco antes de fazer a mulher refém, o homem tentou invadir o Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, com um carro. Ele desceu do veículo armado com duas facas e tentou quebrar uma janela de vidro do edifício.

O tenente-coronel Souza Oliveira, responsável pela segurança do Palácio do Buriti, disse que o homem “não falava coisa com coisa”. “Ele tentou entrar no palácio, chegou em um carro em alta velocidade, tentou quebrar o vidro para entrar. Quando chegou no limite de risco de vida para a vítima, aí houve a operação [da polícia], com todo sucesso, sem dano”, afirmou.

Momento em que sequestrador é atingido por disparo feito por policiais; à direita, refém foge (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)
Momento em que sequestrador é atingido por disparo feito por policiais; à direita, refém foge (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

Durante o tempo em que ficou refém, a vítima conversava com o sequestrador, que mantinha uma faca no pescoço dela. Apesar de ter a faca no pescoço, a mulher aparentava calma.

De bermuda e camiseta, o homem dizia coisas sem sentido o tempo todo. “Mataram a minha família todinha. Gente inocente. Vocês mataram minha família. Não fui eu que fiz”, ele dizia.

Eles estão tirando vocês de perto de mim para fazer covardia comigo. Vou contar até dez para a Dilma chegar aqui. Quero a Dilma”
Sequestrador que fez mulher refém em ponto de ônibus em frente ao Palácio do Buriti

Quando a polícia fez um cordão de isolamento, ele passou a falar com os jornalistas que acompanhavam o caso. “Eles estão tirando vocês de perto de mim para fazer covardia comigo”, disse.”Vou contar até dez para a Dilma chegar aqui. Quero a Dilma”, afirmou.

Prisão
O sequestrador foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia, a 800 metros de onde manteve a mulher refém. Ao chegar à delegacia, a porta traseira do carro de polícia não abriu. Os policiais tiveram de chamar o Corpo de Bombeiros para abrir o compartimento em que presos são transportados.

A polícia informou que apresentaria na delegacia as armas usadas na operação. Nas imagens é possível ver que os policiais tinham armas pesadas e pistolas de choque.

Mesmo após ser atingido por disparo de bala de borracha, homem tenta fugir, mas é contido por policiais (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)
Mesmo após ser atingido por disparo de bala de borracha, homem tenta fugir, mas é contido por policiais (Foto: Vianey Bentes/TV Globo)

Sequestro em hotel
Há pouco mais de um mês, outro caso de sequestro foi registrado em Brasília. Um homem hospedado no hotel Saint Peter, na área central da capital, fez um mensageiro refém por quase oito horas em um dos quartos do estabelecimento.

Ele estava com arma falsa e pôs no refém um cinturão que simulava ter bananas de dinamite. Após se render e ser preso, o homem disse que queria chamar a atenção para a crise política no Brasil. O refém foi libertado sem ferimentos.

Veja Também

URGENTE: Senado aprova requerimento para ouvir Moraes e Barroso sobre ativismo judicial (veja o vídeo)

VITÓRIA DO BRASIL!Senado finalmente cumpre dever e aprova meu requerimento p/ouvir min do STF s/flagrante ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: