Home / POLICIAL / Preso tenta se soltar de algema com mangueira de soro em hospital da PB

Preso tenta se soltar de algema com mangueira de soro em hospital da PB

Policial percebeu ação e evitou fuga do Hospital de Trauma de João Pessoa.

Bombeiros serraram algema danificada para polícia substituir por outra.

Mangueira de soro ficou presa na algema que precisou ser serrada (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Mangueira de soro ficou presa na algema que precisou ser serrada (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um detento, de 18 anos, tentou fugir na manhã desta terça-feira (4) do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde está internado. Ele utilizou a mangueira do soro para liberar as algemas. A fuga foi evitada por um policial militar que notou que o soro do presidiário estava no chão e suas mãos cobertas pelo lençol da maca. O detento foi um dos cinco encaminhados para o hospital após uma briga no pavilhão 3 da Penitenciária Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Roger, no domingo (2).

De acordo com o tenente Félix, da Polícia Militar, por conta da tentativa, as algemas ficaram danificadas e precisaram ser serradas para só então serem substituídas. “Ele utilizou a mangueira do soro para afastar a fechadura da algema e conseguir escapar. O cinto da cama também foi usado para afrouxar o parafuso, mas ele não conseguiu”, relatou o policial militar. O Corpo de Bombeiros foi até o hospital e realizou a serragem das algemas.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o preso continuava sob custódia no hospital até a manhã desta terça-feira (4), mas deve receber alta. Segundo boletim médico divulgado pelo Trauma de João Pessoa no final da manhã desta terça, o estado de saúde do presidiário era considerado regular. Outros dois detentos seguem internados no hospital, sendo um deles em estado de saúde considerado gravíssimo e outro também em estado regular.

O caso
Um detento morreu e outros cinco ficaram feridos após uma briga entre apenados da Penitenciária Fósculo da Nóbrega, também conhecido como  Presídio Roger, no domingo. As visitas aos apenados foram suspensas na manhã do mesmo dia por conta da confusão, motivada por dívidas de drogas, segundo o diretor adjunto da unidade, José Mendonça Neto.
Seis detentos foram encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma, mas um deles morreu ao chegar à unidade, segundo o secretário de Estado da Administração Penitenciária, Walber Virgulino.

Bombeiros usaram alicate para quebrar algema danificada (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Bombeiros usaram alicate para quebrar algema danificada (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Veja Também

DF: Filhos matam pai após ele descumprir medida protetiva

DF: Filhos matam pai após ele descumprir medida protetiva (Imagem ilustrativa) Foto: Pexels Na noite desta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.