Home / PARAÍBA / Scanner corporal vai evitar revistas íntimas em penitenciárias da Paraíba

Scanner corporal vai evitar revistas íntimas em penitenciárias da Paraíba

‘Juízes, advogados, todos vão passar pelos scanners’, diz secretário.

Scanner corporais foram instalados em três presídios do estado.

Do G1 PB

Scanner corporal começou a ser usado nesta terça-feira (3) em três presídios da Paraíba (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)
Scanner corporal começou a ser usado nesta terça-feira (3) em três presídios da Paraíba (Foto: Francisco França / Jornal da Paraíba)

“Juízes, advogados, funcionários, visitantes, todos que entrarem nos presídios vão passar pelos scanners corporais”, disse o secretário de Estado da Administração Penitenciária da Paraíba, Wagner Dorta, sobre a instalação dos equipamentos em unidades prisionais do estado. Os scanners visam evitar as revistas íntimas e melhorar a segurança nos presídios, e estão em funcionamento a partir desta terça-feira (3) em penitenciárias de João Pessoa e Campina Grande.

Segundo o secretário, os três primeiros equipamentos a chegarem no estado foram instalados na capital, na Penitenciária Romeu Gonçalves de Abrantes, conhecida como PB1 e PB2, e no Presídio Desembargador Flósculo da Nóbrega, conhecido como presídio do Roger; e no Presídio Regional de Campina Grande Raimundo Asfora, o Serrotão. “Estamos fazendo um estudo para ver a viabilidade de instalação destes equipamentos em outros presídios do estado”, disse Dorta.

O equipamento escaneia todo o corpo de quem passa por ele, revelando todos os detalhes e mostrando objetos que estejam escondidos na roupa ou no corpo do visitante. “Será mais fácil e mais rápido identificar quem está tentando entrar com algum objeto ilícito no presídio”, explicou o secretário. Com a instalação dos equipamentos, a revista íntima manual deixa de ser realizada nos presídios em que os scanners estão instalados.

O aluguel de cada um dos equipamentos custa cerca de R$ 29,9 mil por mês, totalizando um investimento de mais de R$ 1,07 milhões ao ano. “Poucos estados possuem esta tecnologia. A Paraíba é uma das pioneiras na implantação deste sistema que garante uma melhor segurança e um tratamento melhor aos visitantes dos apenados”, completou o secretário.

Veja Também

‘Ele responda pelos atos dele’, diz Bolsonaro sobre ordem de prisão contra seu ex-ministro da Educação

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (22), questionado sobre a ordem de prisão contra ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: