Home / PARAÍBA / Licenciamento ambiental do estaleiro de Lucena será iniciado em 90 dias

Licenciamento ambiental do estaleiro de Lucena será iniciado em 90 dias

O empreendimento será o maior estaleiro de reparos e docagens de navios do hemisfério Sul e deverá entrar em operação até o final de 2017.

DA REDAÇÃO COM SECOM

Divulgação/Secom
Ricardo Coutinho estave reunido na quinta-feira (5) com investidores do grupo McQuilling Services LLC
O projeto conceitual do estaleiro de navios que será instalado na cidade de Lucena foi finalizado e nos próximos 90 dias o grupo McQuilling Services LLC, responsável pela obra, estará iniciando o processo de licenciamento ambiental. O empreendimento será o maior estaleiro de reparos e docagens de navios do hemisfério Sul e pretende iniciar suas operações até o final de 2017.

“Os estudos feitos pela empresa demonstram a viabilidade econômica do empreendimento, já que não existe nenhum estaleiro de reparo de navios deste porte na América do Sul e seria mais viável que os navios brasileiros, que precisam fazer reparos a cada cinco anos, utilizassem o empreendimento em Lucena pela sua posição geográfica”, afirmou o governador Ricardo Coutinho. Ele estave reunido na quinta-feira (5) com investidores do grupo McQuilling Services LLC.

Ricardo disse que o governo tem todo o interesse em contribuir para a aceleração deste investimento que é o maior que o Estado já viu.

Já o diretor presidente da Companhia Docas, Lucélio Cartaxo, destacou que sendo o primeiro do hemisfério Sul, o estaleiro vai potencializar a quantidade de navios que irão atracar no Porto de Cabedelo. “Além de ser um grande empreendimento que vai gerar receitas, mais de 1.500 empregos diretos, também vai refletir positivamente na movimentação do nosso porto”, ressaltou Lucélio.

O investimento previsto para a construção da Empresa de Docagens Pedra do Ingá (EDPI) em Lucena é de R$ 1,9 bilhão e deverão ser gerados 1.500 empregos diretos e outros 4.500 postos de trabalho indiretos.

Veja Também

SEM PENSAR NO POVO: Ministros do STF aprovam próprio reajuste de seus salários, que podem chegar a R$ 46 mil em 2023

Atualmente, salário dos magistrados é R$ 39,2 mil; remuneração serve como teto para os vencimentos ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: