Home / PARAÍBA / Governo abre mais uma delegacia especializada de violência doméstica contra mulheres

Governo abre mais uma delegacia especializada de violência doméstica contra mulheres

Governo abre mais uma delegacia especializada em violência doméstica

Foto: Secom

O secretário de Segurança e Defesa Social, Claudio Lima, informou nesta segunda-feira (16) que o Governo do Estado vai abrir a segunda delegacia especializada de violência doméstica contra mulheres na nova Central de Polícia, que deverá ser inaugurada no segundo semestre deste ano. A informação foi dada durante inauguração de uma brinquedoteca na Delegacia Especializada da Mulher, na avenida Pedro II, em João Pessoa.

Segundo ele, a iniciativa de instalação da brinquedoteca faz parte do planejamento de humanização do atendimento nas delegacias, principalmente na questão da violência de gênero. “Pensamos em expandir as brinquedotecas e levar para outras delegacias de atendimento para mulheres em situação de violência. Já a nova delegacia chega num momento correto para atender o aumento da demanda e também melhorar o acesso para mulheres que moram em bairros de Mangabeira, Valentina e na área Sul”, disse.

A coordenadora das Delegacias das Mulheres do Estado, Maisa Félix, disse que o equipamento da brinquedoteca tem um ambiente adaptado para crianças com tapetes, cadeiras, mesas, livros e brinquedos. “As mulheres chegam às delegacias fragilizadas e geralmente trazem seus filhos para o momento onde serão ouvidas. Neste instante de muito trauma e desgaste emocional é preciso que as crianças fiquem num ambiente acolhedor, onde possam brincar”, ressaltou.

Segundo a delegada, somente este ano, 250 inquéritos de violência doméstica já estão tramitando. Em 2014, um total de 1.778 inquéritos foi concluído na Delegacia da Mulher de João Pessoa e 2.504 medidas protetivas foram expedidas pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

A secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, parabenizou a iniciativa e disse que o trabalho afinado entre os órgãos de governo apontam para redução da violência em 27,5% nos homicídios de mulheres nos últimos três anos. “O trabalho humanizado é fundamental, assim como o enfrentamento da violência com a prisão de agressores. A mulher que sai de casa para fazer uma denúncia, muitas vezes enfrenta a família, os vizinhos, até chegar à delegacia. Ela precisa sentir que está segura e que a violência não ficará impune”, disse Gilberta Soares.

Durante a inauguração da brinquedoteca estavam presentes a juíza da Vara da Mulher, Rita de Cássia, a promotora pública da Mulher, Rosane Araújo, representantes da Polícia Militar, e o delegado geral da Polícia Civil, José Alves.  Segundo a promotora, Rosane Araujo,  a violência doméstica é ” madrasta” de todas as  violências. “Temos uma legislação recente, a lei Maria da Penha, e juntos podemos criar uma outra cultura. Uma cultura pela paz”, disse  a promotora.

Veja Também

QUEM É ELE? Mulher trans posta foto com carteira de deputado paraibano em motel e diz que não vai ser mulher de pedreiro

O radialista Emerson Machado (Mofi), causou o maior rebuliço durante o programa Balanço Geral na ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.