Home / BRASIL / Como tirar passaporte infantil? Saiba aqui

Como tirar passaporte infantil? Saiba aqui

Passaporte infantil

Muita gente tem dúvidas sobre como tirar passaporte para os filhos. Reunimos neste post as informações necessárias para garantir que o processo seja o mais fácil possível para os pais de primeira viagem. Quem vai renovar o passaporte dos filhos também deve ficar atento, pois houve algumas mudanças em 2014.

Toda a parte online do processo é igual para crianças e adultos. Você entra no site da Polícia Federal, preenche o formulário eletrônico, agenda o atendimento e emite a Guia de Recolhimento da União (GRU) referente à taxa de emissão.

A criança precisa estar presente tanto no atendimento quanto na entrega. Além disso, é mais fácil se o pai e a mãe forem juntos, apesar de não ser obrigatório.

Documentação

Você precisa levar os seguintes documentos:

  • Certidão de nascimento da criança, original.
  • CPF de um dos responsáveis. Vale qualquer documento oficial que tenha o número do CPF impresso, como a carteira de habilitação e alguns RGs.
  • Comprovante de pagamento da taxa de emissão. Até o momento de publicação deste post, o valor da taxa era R$ 156,07.
  • Formulário para autorização de expedição de passaporte para menores. Há três tipos diferentes, veja mais detalhes abaixo.

Se a criança for menor de 3 anos, leve uma fotografia do rosto, tamanho 5×7, recente, colorida, sem data, e em fundo branco. Para crianças maiores a foto é tirada no próprio posto de atendimento.

Caso um dos responsáveis não possa comparecer na data agendada, são necessários alguns cuidados adicionais:

  • No formulário para autorização de expedição, a assinatura do responsável ausente deve ser reconhecida em cartório.
  • Outra opção é levar uma procuração pública ou privada, reconhecida em cartório, onde o responsável ausente autoriza o outro a solicitar o passaporte.

E se nem o pai nem a mãe puderem estar presentes? Nem tudo está perdido. Os pais podem emitir uma procuração pública, pela qual ambos autorizam uma terceira pessoa a solicitar o passaporte. Essa pessoa deverá acompanhar a criança tanto na solicitação quanto na entrega.

Nos casos em que uma procuração é necessária, ela precisa ter sido emitida há no máximo 1 ano.

O formulário para autorização de expedição

É possível incluir direto no passaporte a autorização para a criança poder viajar acompanhada de somente um dos responsáveis, ou até mesmo desacompanhada. São três alternativas, e para cada uma o formulário é diferente:

  1. Poderes amplos – permite à criança viajar desacompanhada ou com um dos responsáveis. Não fica especificado qual dos responsáveis, então a criança não precisa viajar sempre com o mesmo.
  2. Poderes para genitor – permite à criança viajar acompanhada somente de um dos responsáveis. Ela não poderá viajar desacompanhada sem uma carta de autorização assinada por ambos os pais.
  3. Tradicional – nenhuma autorização é mencionada no passaporte. A carta de autorização será necessária para a criança viajar tanto desacompanhada quanto acompanhada somente de um dos responsáveis.

Uma vez feita a opção, ela é válida até o passaporte expirar. É importante levar isso em conta antes de decidir, especialmente se os pais forem separados e houver disputa pela guarda da criança.

Para quem escolher a opção 3, a Polícia Federal fornece um modelo para a carta de autorização de viagem internacional. Você pode baixá-la neste link.

Validade e renovação

A principal diferença entre o passaporte infantil e o adulto é a validade. Quanto mais jovem é a criança, mais rápido o passaporte vence. A conta é fácil: a idade da criança em anos completos, mais 1. A partir de 4 anos completos, a validade é de 5 anos, igual à do passaporte adulto.

Por exemplo: se seu filho já completou 2 anos, mas ainda não completou 3, então a validade do passaporte será 2 + 1 = 3 anos.

Como o passaporte dos pequenos vence tão rápido, logo você precisará renová-lo. Quando for fazer isso, lembre-se de apresentar o passaporte velho no atendimento, ou caso o tenha perdido, leve o boletim de ocorrência. Se o passaporte velho ainda estiver dentro da validade e você não apresentá-lo, corre o risco de pagar uma taxa maior e terá que preencher uma “comunicação de ocorrência com documento de viagem”.

Pronto! Agora basta escolher o próximo destino enquanto aguarda a entrega do passaporte. Boa viagem!

Portal da Polícia Federal
http://www.dpf.gov.br/servicos/passaporte/

Veja Também

Ricardo Coutinho tem contas rejeitadas pelo TCU e terá que devolver aos cofres públicos mais de R$ 345 mil

Para a auditoria, a prefeitura de João Pessoa não conseguiu atingir o número de beneficiários ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.