Home / PARAÍBA / Eleição do Clube dos Oficiais da PM tem confusão e candidato impugnado; pleito vai parar na Justiça

Eleição do Clube dos Oficiais da PM tem confusão e candidato impugnado; pleito vai parar na Justiça

image

Impugnação da candidatura do coronel Ronildo foi, segundo ele, divulgada na noite da segunda-feira, sem haver tempo para recurso. Com isso, o coronel Francisco de Assis foi aclamado e reconduzido ao cargo de presidente.

Eleição deveria ter sido realizada nesta terça-feira.

A eleição do Clube dos Oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar da Paraíba, que deveria ter ocorrido na manhã desta terça-feira (17), terminou sem votação, mas com confusão após a chapa do coronel Ronildo ter sido impugnada e proibida de participar do pleito. A eleição deve parar na Justiça.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A impugnação da candidatura do coronel Ronildo foi, segundo ele, divulgada na noite da segunda-feira (16), sem haver tempo para recurso. Com isso, o coronel Francisco de Assis foi aclamado e reconduzido ao cargo de presidente.

Porém, segundo o coronel Ronildo, um recurso vai ser posto na Justiça para contestar a impugnação da chapa e a aclamação do vencedor.

“Minha chapa foi impugnada, na noite de segunda-feira, pela comissão eleitoral sob a alegação que eu não tive frequência nas assembleias. Vamos contestar isso na Justiça e a eleição está sub judice. Não houve aclamação. Dos 230 oficiais que foram votar, 140 registraram em ata o desejo de não aclamação. Temos cópias disso e tudo está anexado no processo”, contou o coronel Ronildo.

O Portal Correio tentou contato com o coronel Francisco de Assis, candidato reconduzido ao cargo, para saber o posicionamento do Clube dos Oficiais da Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar da Paraíba sobre a eleição, mas não teve as ligações atendidas até o fechamento desta matéria.

Publicado do WordPress para Android

Veja Também

Ricardo Coutinho tem contas rejeitadas pelo TCU e terá que devolver aos cofres públicos mais de R$ 345 mil

Para a auditoria, a prefeitura de João Pessoa não conseguiu atingir o número de beneficiários ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.