Home / CIDADES / “Rei está louco? Desconfio que sim! (meio crônica, meio conto)”

“Rei está louco? Desconfio que sim! (meio crônica, meio conto)”

image
Reprodução: Facebook

Dizem que o poder enlouquece. Outros que ele revela quem as pessoas são de fato. Eu realmente não sei qual das afirmações é a certa ou se as duas estão corretas. O imperador Marco Aurélio (aquele mesmo que morreu no início do filme Gladiador) tinha sempre um servo para sussurrar em seu ouvido quando começavam a bajulá-lo: “você é apenas um homem comum!”.

Bem que alguns governantes poderiam adotar tal prática e não se deixar por seu orgulho desmedido.

Reza a lenda que um certo monarca é um boçal megalomaníaco. Que sempre foi. E que todos nós possuímos defeitos e virtudes. Entre eles, vaidades de todos os tamanhos, mas nunca, nunca como a do tal Rei.

A lenda diz que o soberano não dá ouvidos aos bons conselheiros e só gosta da parte da corte que concorda com suas sandices. Reino este repleto de bobos da corte.

A história é relato de um trovador que fugiu do reino, juntamente com a duquesa do pequeno lago e a feiticeira que pinta com a luz (todos taxados de traidores do reino), e que viu a loucura do soberano de perto. Segundo ele, nunca foi algo fácil de vivenciar.

Só que ao sentar no trono, o Rei parecia empenhado em desfazer as mazelas cometidas por tiranos que o antecederam. E bote mazelas nisso!

Conforme os súditos, era até crível, mas não aconteceu. Os serviços do reino estão sofríveis, uma verdadeira peste negra para quem nele vive. De norte a sul, os súditos sofrem e reclamam. O problema é que existe uma desconfiança: a de que o Rei anda meio lélé da cuca, que enlouqueceu com o poder somado à sua arrogância. Isso sem falar nos malévolos poderes monárquicos da rainha. É o que dizem.

Há alguns anos, ombreado por seus “falsários intelectuais”, o Rei promete, promete e promete. São muitas as pérolas populistas (segundo a lenda, de espetacular criatividade). Mas as ações reais nunca deram em nada. São curandeiros sem chance de trabalho, camponeses a espera de apoio, ferreiros sem trabalho. Dizem que até o Coliseu do reino, há muito prometido, demora. Entre outras tantas reclamações.

Agora ele, o “Chefe Supremo, Líder, Todo-Poderoso, Incrível, Vencedor”, como gosta de ser chamado (não, mais caralhento logo), pasmem, anda pensando em continuar com a coroa. Sim, depois de tanta careta pra cego, mumunha, migué, milonga e papo, furado, o monarca quer continuar no trono.

O desejo do Rei é uma realidade dura para alguns. “C’est la vie”, como dizem os franceses. A verdade é que palavras bonitas se tornam descartáveis perto de atitudes estúpidas.

Resumo da ópera, a mudança de atitude é o antídoto para tal situação. Sim, é hora de engrossar o caldo e rezar a missa em latim de trás pra frente. Ah, de onde vem a imaginação? Do exercício da observação, claro!

O Rei ascendeu ao trono com o apoio da plebe, mas isso não acontecerá novamente. Dizem que 90% dos súditos sabem e o restante desconfia de que o Rei está louco!

Por Elton Tavares / Portal Santa Rita Verdade

Veja Também

Município de Bayeux terá escola Cívico Militar em 2022

O anúncio foi feito na última quarta-feira (15), aniversário de Bayeux, pelo diretor de Políticas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.