Home / NOTÍCIAS / Bielorrussos aderem à “campanha” do presidente e trabalham pelados

Bielorrussos aderem à “campanha” do presidente e trabalham pelados

Crise no país fez com que profissionais respondessem com ironia a comentário do presidente. Já pensou se essa moda pega por aqui?

Bielorrussas trabalham peladas em protesto ao pedido do presidente (Foto: Reprodução/Instagram)

O presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, está preocupado com a crise que vem afetando o país e pediu pra população “tirar a roupa e trabalhar até suar”, mas a mensagem não foi levada tão a sério assim (ou a sério demais!) e as pessoas aderiram à #fiquenuetrabalhe postando fotos no Instagram, literalmente, trabalhando sem nenhuma roupa. Lukashenko está no poder desde 1994.

Segundo o site da BBC, o país vem passando por uma das piores crises econômicas, com desemprego marcando 15% e o rublo, a moeda local, desvalorizada em 60% nos últimos meses. Por este motivo, a mensagem do presidente era pra que a população trabalhasse mais pra ajudar o país a sair do buraco.

Pra melhorar ainda a história, os bielorrussos ainda criaram algumas paródias com a mensagem de Lukashenko que tem se espalhado pela web.

No fim de semana, a hashtag também se espalhou por países vizinhos como Rússia, Ucrânia, Lituânia, Letônia e Estônia. Já pensou se a moda pega por aqui também?

Confira cliques de bielo-russos que encararam com ironia o pedido do presidente:
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)
Bielorrussos trabalham pelados em protesto (Foto: Reprodução/Instagram)

Veja Também

Mais de 1,1 mil advogados emitem nota de repúdio às falas do grupo de prerrogativas em jantar com Lula

Um grupo de 1143 advogados de todo o Brasil, publicou NOTA DE REPÚDIO às falas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.