Home / POLITICA / Candidatos do PCdoB rejeitam aliança com Manoel Júnior e decidem romper com Cartaxo

Candidatos do PCdoB rejeitam aliança com Manoel Júnior e decidem romper com Cartaxo

Sargento Pereira (3)

O candidato a vereador pelo PCdoB em João Pessoa, Sargento Pereira, revelou que existe neste momento uma revolta muito grande atingindo, pelo menos metade dos candidatos a vereador da legenda, com a aliança firmada com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD). Ele contou que o descontentamento ganhou ares de “motim” após o deputado federal Manoel Júnior (PMDB) ter sido escolhido como o companheiro de chapa do atual prefeito.

Sargento Pereira afirmou que, além de vários segmentos do partido, boa parte dos candidatos a vereador pelo PCdoB não aceita pedir votos para a chapa Luciano Cartaxo/Manoel Júnior, por isso já abriu diálogo com outras candidaturas a prefeito de João Pessoa.

Pereira lembrou que o prefeito Luciano Cartaxo se distanciou do PCdoB desde o momento que decidiu deixar o PT e se aliar a “setores da direita” sem abrir nenhum diálogo com aliados. “Depois se aliou e abrigou na sua chapa como candidato a vice-prefeito, o deputado Manoel Júnior, que é um defensor, aliado e homem de confiança de Eduardo Cunha. Não temos como subir nesse palanque”, destacou.

“Condenamos a prática política de ambos, portanto não apoiaremos essa aliança para a gestão de João Pessoa. Aliás, essa união já demostra o que viria no futuro para a cidade, caso se concretizasse o projeto deles”, emendou.

Sargento Pereira revelou ainda que, após levantar a tese de não subir no palanque do prefeito Luciano Cartaxo, foi seguido pela maioria dos candidatos a vereador do partido e por setores importantes do PCdoB, como o da juventude e os quadros mais antigos da legenda, chamados internamento de “os camaradas”.

Na coligação proporcional, o partido se coligou com o PSDC, somando 41 candidatos a vereador, sendo 32 do PCdoB. Destes, Sargento Pereira garante que, pelo menos a metade, lhe acompanha na decisão de romper com Luciano Cartaxo e procurar outro palanque para apoiar na disputa majoritária.

 

Veja Também

‘Quem tem mais de 30 anos não pode se enganar com o PT’, diz Bolsonaro

‘Você pode até me criticar, mas qual opção que você tem depois de mim?’, questionou ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.