Home / POLITICA / Ricardo Coutinho se reúne com presidente do STF para discutir Lei de Repatriação

Ricardo Coutinho se reúne com presidente do STF para discutir Lei de Repatriação

Ricardo, juntamente com representantes de 23 estados e do Distrito Federal, se reuniu com a ministra Cármen Lúcia (Foto: Divulgação/STF)

Os representantes estaduais argumentam que a lei prejudica as finanças em cada estado ao concentrar parte do valor arrecadado nos cofres federais de forma inconstitucional.

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), esteve reunido em Brasília com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, nesta terça-feira (08). Ricardo, juntamente com representantes de 23 estados e do Distrito Federal, discutiu com a ministra processos referentes à Lei de Repatriação de Capitais.

Os representantes estaduais argumentam que a lei prejudica as finanças em cada estado ao concentrar parte do valor arrecadado nos cofres federais de forma inconstitucional. Até o momento já chegaram pedidos de pelo menos 22 estados questionando a legislação ao Supremo.

Os governos estaduais sustentam que a lei permite a repatriação de ativos condicionada ao pagamento de uma alíquota de Imposto de Renda de 15% e, sobre este valor, uma multa de 100%. Contudo, a lei não prevê que o valor arrecadado pela multa seja destinado ao Fundo de Participação dos Estados.

Segundo o argumento trazido pelos governadores, a Constituição Federal garante que o produto da arrecadação do Imposto de Renda seja destinado aos entes federados por meio do fundo de participação. E isso inclui não só o imposto, como também a multa.

Houve também audiência de governadores e representantes dos estados com o ministro Luís Roberto Barroso, relator da Ação Cível Originária (ACO) 2941, que concentra pedidos de 15 estados e o Distrito Federal. Há até o momento outras seis ACOs semelhantes distribuídas a outros ministros.

Veja Também

Paraná Pesquisas: Lula tem 30,5% e Bolsonaro 26,9% das intenções de voto

A porcentagem de quem não sabe/não respondeu (31,5%) é maior que a estimativa de Lula, ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: