Home / ESPORTE / TJD-PB investiga árbitros que estariam sendo subornados para beneficiar o Botafogo-PB

TJD-PB investiga árbitros que estariam sendo subornados para beneficiar o Botafogo-PB

A instauração do inquérito se deu após um áudio até então atribuído ao zagueiro Walter, em que ele explica o esquema, afirmando que o dirigente botafoguense pagava a quantia de R$ 50 mil para “comprar” o árbitro

O Tribunal de Justiça Desportiva da Paraíba instaurou, nesta quarta-feira, um inquérito para investiga um suposto esquema corrupto envolvendo o futebol paraibano. A suspeita é de que árbitros estariam recebendo dinheiro para beneficiar o Botafogo-PB.

 

A decisão da abertura de inquérito é do presidente do TJD-PB, Lionaldo Santos Silva, e atende uma solicitação da Procuradoria Geral do TJD. A denúncia foi feita por um ex-atleta do clube, o zagueiro Walter Januário de Paula Júnior, que defendeu o Belo em 2015 e atualmente joga pelo Rio Claro. Os alvos da investigação são o clube Botafogo da Paraíba, o dirigente botafoguense, Breno Morais e o árbitro João Bosco Sátiro.

 

A instauração do inquérito se deu após um áudio até então atribuído ao zagueiro Walter, em que ele explica o esquema, afirmando que o dirigente botafoguense pagava a quantia de R$ 50 mil para “comprar” o árbitro. Em outro áudio o atleta nega ser o autor da denúncia.

 

Confira a transcrição do áudio: “Já joguei lá, mano. O Breno paga os caras. Juiz… paga tudo, mano, para ganhar. É a maior várzea, mano. E os caras se vendem lá mesmo, mano. Dá 50 mil pros caras. E os caras se vendem tudo lá. Maior zica. (…) Ali nem adianta. Esquema do caralho nesta Paraíba, mano. Roubam na cara de pau.”

 

O áudio se refere à partida entre Botafogo-PB e Auto Esporte, pela semifinal do Campeonato Paraibano. Na ocasião o Belo venceu a partida por 3 a 1, mas a suspeita é de que no intervalo do jogo, Breno Morais, teria ido ao vestiário e avisado aos jogadores que o árbitro já estava comprado e que marcaria pênaltis a favor do Botafogo. O Belo teve dois pênaltis a seu favor no jogo.

Os trabalhos do inquérito serão conduzidos pela auditora Nilza Carolina.

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook, e Instagram.
Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Vestappen comemora após vencer o GP da Arábia Saudita: ‘É bom ter a primeira vitória na temporada’

Max Verstappen venceu sua primeira corrida na temporada, com a autoridade de quem defende o ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: