Home / MUNDO / URGENTE: EUA reagem e lançam dezenas de mísseis contra base militar síria

URGENTE: EUA reagem e lançam dezenas de mísseis contra base militar síria

Em primeira incursão militar contra regime de Assad na guerra, Exército atinge local de onde afirma ter partido ataque químico que matou mais de 90 pessoas esta semana

Trump admitiu buscar ações contra a Síria em entrevista a repórteres no Air Force One – Alex Brandon / AP

Horas após o presidente Donald Trump admitir retaliar a Síria pelas recentes ações do regime de Bashar al-Assad, o Exército dos EUA fez sua primeira incursão militar contra o governo durante a guerra civil na madrugada de sexta-feira (horário sírio). Dezenas de mísseis foram lançados contra a base militar de onde teria partido o ataque químico que deixou ao menos 86 mortos na segunda-feira. Espera-se um pronunciamento de Trump sobre a ação após um briefing pelo secretário de Defesa, James Mattis.

Segundo altos funcionários, o Exército lançou entre 50 e 70 mísseis Tomahawk mirando um único destino — Ash Sha’irat, na província de Homs, de onde informações de Inteligência apontam que veio o ataque químico. Foram atingidos por volta de 3h45m a pista, aeronaves e depósitos de combustíveis, segundo altas fontes militares.

— O ataque foi feito sob os interesses de segurança nacional vitais dos EUA — teria dito o presidente durante um encontro com o homólogo chinês, Xi Jinping, em seu resort de Mar-a-Lago, na Flórida, onde teria feito um apelo para que “as nações civilizadas busquem acabar com a carnificina e o derramamento de sangue na Síria”.

Esta é a ação militar mais dura do governo Trump. O governo de Barack Obama havia ameaçado rebater Assad militarmente após outros episódios de ataques químicos atribuídos ao regime, mas nunca concretizou as declarações.

Horas antes, a Rússia advertiu os Estados Unidos que pode ter “consequências negativas” se lançar uma ação militar contra a Síria, após uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.

— Se houver uma ação militar, toda a responsabilidade recairá sobre os que tiverem iniciado uma empreitada tão trágica e duvidosa — declarou o embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, na saída da reunião.

CASA BRANCA QUER ASSAD FORA

Veículos da imprensa americana revelaram que Trump recebeu do Pentágono opções de ações, que incluem a inabilitação de aeronaves do regime através de mísseis — sem arriscar forças americanas.

— Acho que o que Assad fez é terrível. O que aconteceu nas Síria foi uma desgraça para a Humanidade — afirmou Trump, que insinuou uma saída do ditador sírio. — Assad está ali, e acho que ele comanda as coisas, então algo deveria acontecer.

Fonte: oglobo

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook, e Instagram.
Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Rosa Weber manda à PGR pedido contra Moraes por prevaricação

A ação foi apresentada por um advogado, depois de o ministro do STF determinar a ...

%d blogueiros gostam disto: