Home / POLICIAL / Jovem é agredida em balada no PR e ainda ouve: ‘pela roupa, você pediu’, ‘piranha é assim mesmo’

Jovem é agredida em balada no PR e ainda ouve: ‘pela roupa, você pediu’, ‘piranha é assim mesmo’


Foto: Reprodução/Facebook

Uma jovem de 26 anos foi agredida na noite de sexta-feira (7) após dizer “não” para a investida de um homem dentro de uma balada do bairro Batel, em Curitiba. De acordo com relato postado no Facebook, ela passava a noite com amigos quando o rapaz teria feito várias ‘investidas’ contra ela. Diante da recusa, uma confusão se iniciou e ela e um amigo acabaram agredidos minutos depois.

“Ao recusar drinks, convites para sair, ignorar as investidas e simplesmente tentar aproveitar a minha noite juntamente dos meus amigos, eu disse ‘não quero, não sou obrigada a te beijar e nem nada do gênero’, então fui xingada da forma mais esdrúxula que conheço por um ser humano que não deve ter mulheres na família ou não sabe o valor do respeito”, disse.

A vítima da agressão ainda disse que a agressão foi covarde, já que esses rapazes teriam esperado a confusão se acalmar para atacar um amigo dela, que tinha a defendido minutos antes. “Os seguranças apartaram e aí eu senti o sangue escorrendo pelo meu braço, fui atendida no ambulatório e agradeço a postura que a Shed teve para resolver a situação e o respeito e atenção que tiveram comigo. Acionamos a polícia, que chegou rapidamente. Enquanto estávamos conversando com os policiais, ele e seus amigos saíram agressivos da casa noturna e começaram novamente com as ofensas machistas dizendo que ‘pela minha roupa eu pedi aquilo’, que ‘piranha é assim mesmo’ entre outras ameaças que revoltaram até os próprios policiais que estavam atendendo a ocorrência”, relatou.

Em nota, a Shed Western Bar informou que repudia qualquer tipo de violência. A equipe da casa prestou toda a assistência necessária para a cliente que sofreu uma agressão dentro da balada. Nossos coordenadores estão verificando as imagens das câmeras de segurança para tomar as devidas providências com os responsáveis pela agressão e deve prestar todo o auxílio à polícia para a resolução do caso.

 

A Polícia Militar foi chamada e a vítima promete “ir até o fim” na Justiça para mostrar o que aconteceu dentro da casa noturna.

Fonte: Banda B

Veja Também

Tia abusa sexualmente da sobrinha de 9 anos, filma crime e vende vídeos, diz polícia

Na última segunda-feira, 18, uma mulher de 27 anos investigada pelo crime de estupro de ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: