Home / POLICIAL / Vizinho acusado de matar Mirella Sena em flat é denunciado pelo Ministério Público

Vizinho acusado de matar Mirella Sena em flat é denunciado pelo Ministério Público

Edvan Luiz da Silva será julgado pelas práticas de estupro e homicídio quadruplamente

qualificado. Fisioterapeuta foi assassinada na Zona Sul do Recife.

Preso desde o dia 6 deste mês, Edvan Luiz da Silva, acusado de matar a fisioterapeuta Tássia Mirella de Sena Araújo num flat em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, foi denunciado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Ele vai responder pelas práticas de estupro e homicídio quadruplamente qualificado. A vítima era vizinha do suspeito e foi morta dentro de casa.

A 3ª Vara do Tribunal do Júri da Capital recebeu a denúncia do Ministério Público de Pernambuco na terça-feira (25). A denúncia se baseia no emprego de meio cruel, traição, emboscada ou meio que dificulte a defesa da vítima, ocultação e feminicídio.

A promotora de Justiça Christiana Ramalho, responsável pela acusação, se posicionou favorável à manutenção da prisão preventiva de Edvan. Para ela, a medida garante a ordem pública e a aplicação da lei penal.

No dia 11 de abril, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informou que Edvan Luiz da Silva, que estava no Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, foi transferido para outra unidade prisional de Pernambuco por questões de segurança. No mesmo dia, amigos e familiares da fisioterapeuta rezaram pela vítima durante a missa de sétimo dia realizada no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife.

 Polícia diz que assassinato em flat teve motivação sexual

Provas

De acordo com a Polícia Civil, jovem, de 28 anos, foi vítima de violência sexual e tortura antes de morrer. A perícia concluiu que havia sangue de Mirella no apartamento de Edvan e que, sob as unhas da vítima, havia restos da pele do acusado, o que justificou os arranhões no braço do criminoso.

O corpo de Tássia Mirella foi velado e enterrado na manhã do dia 6 deste mês sob forte comoção. Um manifesto contra a violência foi lido durante a cerimônia e os presentes gritavam por justiça. A mãe da jovem, Suely Cordeiro, ressaltou o ativismo da filha contra a violência sexista.

O crime ocorreu na manhã de quarta (5), num flat localizado na Rua Ribeiro de Brito, em Boa Viagem. Segundo a Polícia Militar, a vítima morava há quatro meses no local. A mulher foi encontrada nua, com um corte profundo no pescoço, após um funcionário do prédio e alguns moradores ouvirem gritos vindos do 12° andar do edifício.

Flat onde Tássia Mirella Senna foi assassinada pelo vizinho Edvan Luiz (Foto: Reprodução/TV Globo)

Flat onde Tássia Mirella Senna foi assassinada pelo vizinho Edvan Luiz (Foto: Reprodução/TV Globo)

A mulher do acusado está sendo investigada pela Polícia Civil. A suspeita é de que a companheira dele tenha entrado no apartamento do casal e ocultado a arma do crime, uma faca, horas após o assassinato.

Para o delegado Francisco Océlio, responsável pelo caso, alguém escondeu a arma, já que ela não foi encontrada na cena do crime, nem, tampouco, no apartamento de Edvan. A mulher se tornou a principal suspeita por ter entrado na residência do casal, que estava trancada e isolada pela polícia, sem motivo.

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.
Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Tia abusa sexualmente da sobrinha de 9 anos, filma crime e vende vídeos, diz polícia

Na última segunda-feira, 18, uma mulher de 27 anos investigada pelo crime de estupro de ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: