Home / POLITICA / Bayeux: MPPB dá parecer pela manutenção da prisão preventiva de Berg Lima

Bayeux: MPPB dá parecer pela manutenção da prisão preventiva de Berg Lima


O advogado Sheyner Asfóra, que faz a defesa de Berg Lima, prefeito afastado de Bayeux, interpôs agravo interno pedindo a revogação da prisão de Berg. O Ministério Público da Paraíba, no entanto, deu parecer pela rejeição do pedido.

“Há o fundado receio de que o denunciado continue praticando ilícitos penais naquele município, utilizando do seu conhecimento e da sua posição política para novas exigências de vantagens indevidas, bem como a cobrança e recebimento de vantagens indevidas de exigências pretéritas à sua prisão e o seu afastamento do cargo, além de poder interferir nos trabalhos da atual gestão no município, assim como nos trabalhos de agentes públicos da edilidade”, cita o parecer assinado por Octávio Celso Gondim Paulo Neto, promotor de Justiça e coordenador do Gaeco, e Manoel Cacimiro Neto, também promotor de Justiça e membro do Gaeco.
O pedido foi protocolado no último dia 10 desse mês e fala até em decisão monocrática do juiz Marcos William, juiz responsável pelo caso. De acordo com o Tribunal de Justiça da Paraíba, os autos estão conclusos para despacho jurídico.

Marcos William pode seguir o parecer do MPPB, e não revogar a prisão preventiva de Berg, ou revogar a reclusão do prefeito afastado. A procuradoria e a justiça são entidades independentes.

Berg Lima está preso desde o dia 5 desse mês, o no 5° Batalhão de Polícia Militar, sob a acusação de receber propinas.

Créditos: Blog Diego Lima



Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.
Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Ciro Gomes vira réu em queixa-crime apresentada por Doria

O ex-ministro da Integração Nacional (Governo Lula) e da Fazenda (Governo Itamar Franco) Ciro Gomes ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.