Home / POLITICA / O Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu pela manutenção da prisão do prefeito afastado de Bayeux

O Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu pela manutenção da prisão do prefeito afastado de Bayeux


O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) decidiu pela manutenção da prisão do prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima. 
O julgamento foi realizado na manhã desta quarta-feira (23) e se estendeu até o início da tarde.
Se posicionaram a favor da soltura: Marcos William, Abraaão Lincoln e Silva Ramalho.
A favor da permanência na prisão votaram: Oswaldo Trigueiro, Leandro dos Santos, João Benedito, Carlos Beltrão, Eduardo Brito, Saulo Benevides, Marcos Cavalcanti, João Alves, Frederico Coutinho e José Ricardo Porto.
Relembre o Caso
Berg foi recolhido à carceragem no dia 5 de julho após ter sido detido num restaurante da cidade por suspeita de tentar extorquir um fornecedor da prefeitura. 
Ele estava acompanhado de auxiliares quando foi interceptado por policiais da Delegacia de Defraudações de João Pessoa e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público.
Ele foi flagrado, em vídeo, recebendo o dinheiro. As imagens mostram um fornecedor da prefeitura de Bayeux contando o dinheiro, que soma R$ 4 mil, e entregando ao prefeito. 
De acordo com a Polícia Civil, o montante seria uma contrapartida para que o empenho do empresário fosse liberado. Nas imagens, após a contagem do dinheiro, o prefeito faz uma ligação para um secretário, solicitando a liberação do empenho.
Paraíba em Minuto 
Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.
Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Fachin prorroga por mais 60 dias inquérito contra Renan Calheiros

Brasil – O Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, atendeu o pedido da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.