Home / POLITICA / TJPB condena ex-prefeito de Santa Rita por improbidade administrativa

TJPB condena ex-prefeito de Santa Rita por improbidade administrativa

O Tribunal de Justiça condenou por improbidade administrativa o ex-prefeito de Santa Rita Reginaldo Pereira. Ele teve os direitos políticos suspensos por 3 anos, além do pagamento de multa civil correspondente a dez vezes o valor da remuneração percebida no cargo de prefeito e a proibição de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente por 3 anos.

Reginaldo é acusado pelo Ministério Público Estadual de nomear servidores para cargos comissionados em quantitativo superior ao previsto na Lei Municipal nº 1.324/2008, além de nomear outros servidores para cargos sem previsão legal.

A relatora do processo, desembargadora Maria das Graças Morais Guedes, destacou em seu voto que a prova dos autos demonstra que o réu realizou, em janeiro de 2013, nomeações para cargos comissionados superiores ao quantitativo autorizado pela Lei n. 1.324/2008.Além disso, o então gestor editou ainda uma Medida Provisória criando 450 cargos comissionados, onerando a folha mensal em R$1.400.00,00.

A defesa da Reginaldo em nenhum momento contesta as nomeações, apenas tenta passar a ideia de que os atos revestiram-se de legalidade. “Analisando as provas dos autos, chega-se à conclusão de que o recorrente, agindo de maneira livre e consciente, portanto, com vontade, deliberou pela nomeação de cargos em comissão sem previsão legal e, a fim de dar ares de regularidade aos atos, editou Medida Provisória, cônscio de que os interesses a serem atingidos seriam os seus, e não os coletivos”, destacou a relatora.

Créditos: Os Guedes

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Ciro Gomes dá o troco no PT e mira o próprio futuro

Terceiro colocado no primeiro turno, com 13,3 milhões de votos, Ciro Gomes abandonou Fernando Haddad à própria ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.