Home / CIDADES / Agentes de Saúde de João Pessoa deflagam greve nesta quinta-feira (24)

Agentes de Saúde de João Pessoa deflagam greve nesta quinta-feira (24)

A greve vai atingir cerca 1361 agentes comunitários e 350 agentes de combates às endemias

A categoria ainda denuncia cerca de cinco anos sem reajuste salarial, três anos sem fardamento e material de trabalho e o não repasse do incentivo adicional previsto na Lei Federal 12.994/2014, que regulamenta o financiamento do programa de agentes comuni (Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira (24), os agentes comunitários de João Pessoa, após sofrerem uma série de ataques com retirada de direitos, a exemplo da extinção da gratificação VPI (Vantagem Pecuniária Individual) e ameaça de retrocessos, deflagarão greve por tempo indeterminado, em João Pessoa.

 

A categoria ainda denuncia cerca de cinco anos sem reajuste salarial, três anos sem fardamento e material de trabalho e o não repasse do incentivo adicional previsto na Lei Federal 12.994/2014, que regulamenta o financiamento do programa de agentes comunitários de todo o Brasil. A paralisação vai atingir cerca 1361 agentes comunitários e 350 agentes de combates às endemias.

 

Nesta terça 22 de maio, o comando de greve se reuniu, por meio de audiência pública para elaborar os próximos atos, que denunciarão a gravidade do atual cenário dos postos de atendimento e de como que vem sendo tratada a saúde municipal. O indicativo foi aprovado em assembléia, realizada em 10 de maio, na sede do SINTEP.

 

O Sindicato de Agentes Comunitários de Saúde (Sindacs-PB) diz que a categoria vem sendo alvo de negligência por parte da atual gestão municipal e cobra na pauta de reivindicações direitos básicos aos trabalhadores. Como incentivo adicional, inclusão dos agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate à endemia (ACE) no PCCR da Saúde; volta da VPI (Vantagem Pecuniária Individual) – gratificação que recebiam e a gestão municipal deixou de pagar; fardamentos, EPI e Material de Trabalho; reposição da inflação ano base 2017; horário corrido;

 

De acordo com Marcelo Piraiba, coordenador estadual do Sindcas,  a paralisação vai atingir cerca 1361 agentes comunitários e 350 agentes de combates as endemias, em João Pessoa. Ainda destaca que “está garantido o efetivo mínimo legal nos postos de atendimento dos bairros”, conforme documento da ação.

 

A entidade lembra que no dia 18 de maio, o Prefeito Luciano Cartaxo foi notificado da decisão, através do ofício do Sindacs-PB 084/2018. Já no dia 21 de maio, os vereadores receberam cópia da notificação, para tomarem ciência da pauta e auxiliarem na luta.

 

 

 

Do ClickPB

 

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Trens não vão operar na Grande João Pessoa neste sábado feriado de 12 de outubro

Os trens que operam na Grande João Pessoa não circulam neste sábado (12). A interrupção ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.