Home / BRASIL / Conheça Aldayr Playboy, paraibano que conquistou o Brasil e o mundo com sua música e já foi pintor

Conheça Aldayr Playboy, paraibano que conquistou o Brasil e o mundo com sua música e já foi pintor

Cantor paraibano está fazendo o maior sucesso no Brasil e no exterior Foto: Divulgação

Basta jogar “Amor falso”, de Aldair Playboy, na internet, para entender o poder do hit de não sair da cabeça.

 

O arrocha-chiclete colou, de uma só vez, em fãs do Brasil e do mundo: figurou como o mais tocado do país nas últimas semanas e em 12º lugar na lista viral mundial no Spotify.

 

— Não esperava essa explosão. Às vezes, fico parado imaginando se isso é verdade ou mentira — diz o paraibano, de apenas 21 anos, que começou a cantar aos 13 no grupo Swing dos Playboys.

 

O primeiro cantor de sucesso a interpretar uma obra de Aldair, até então conhecido na Paraíba, em Pernambuco e no Ceará, foi Wesley Safadão, há três anos. Atualmente, os dois são parceiros, ao lado de Kevinho, na versão de “Amor falso”.

 

— Passa um filme na cabeça. A primeira vez que eu vi Safadão foi num show na minha cidade (João Pessoa). Pedi uma foto — recorda.

 

Ver convites para shows na Europa chegarem não passava pela cabeça do garoto que começou a fazer música com amigos na calçada e viu as rimas de funk virarem profissão.

 

— Morávamos eu, minha avó, o marido dela, minha mãe e quatro irmãos, todos de aluguel. Para ajudar em casa, eu já trabalhei em lava-jato, como gesseiro, pintor… Alguns amigos foram para caminhos errados. Eu quero manter a simplicidade e nunca esquecer das batalhas para chegar até aqui — diz ele.

 

Do início da trajetória, ficou para trás o foco em letras sobre sexo, bailes e drogas. Agora, a aposta é no romantismo. Casado desde os 16 anos, Aldair é pai de quatro filhos e espera o quinto; nenhum fruto de um “Amor falso”:

 

— Quem ama de verdade, enfrenta qualquer barreira.

 

Mix de estilos

 

As músicas de Aldair Playboy têm referências do arrocha, do funk, do brega e do reggae.

 

Sósia de famoso

 

O artista conta que ouve brincadeiras frequentes sobre o visual: “ Dizem que sou o Rodriguinho, ex-Travessos. eu acho muito parecido mesmo”.

 

Nova canção

 

A nova música de trabalho também vai focar na sofrência. “Te amo, mas vou embora” é o nome da aposta.

 

Para esquecer

 

Em 2017, Aldair foi detido por porte ilegal de armas. O músico evita a polêmica e diz não querer tocar no assunto.

 

 

 

 

Paraíba em Minuto com Extra.com

 

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Emprego dos sonhos: empresa procura ‘especialista em dormir’ para testar colchões e ganhar R$ 5 mil por mês

A seleção busca um candidato brasileiro, maior de 18 anos, criativo e usuário frequente de ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: