Home / GERAL / Ford fechará fábrica em São Bernardo do Campo, que faz caminhões e Fiesta

Ford fechará fábrica em São Bernardo do Campo, que faz caminhões e Fiesta

A Ford anunciou que irá fechar a fábrica de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), que hoje produz caminhões e o Ford Fiesta.

A produção será encerrada neste ano. De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a unidade emprega 2.800 funcionários, além de terceirizados.

Será a primeira grande fábrica a encerrar a produção naquele que, por décadas, foi o principal polo de montagem e desenvolvimento de veículos no Brasil.

A medida faz parte do plano de reestruturação global da marca, que acaba de estabelecer uma parceria com a Volkswagen para fabricação de veículos utilitários.

Segundo representantes da montadora, o fechamento da planta de São Bernardo não afeta a produção em Camaçari (BA), onde são feitos os modelos Ka e EcoSport, e em Taubaté (interior de São Paulo), que fabrica motores.

Em comunicado, a montadora afirma que vai deixar o mercado de caminhões na América do Sul. A Ford prevê um impacto de aproximadamente US$ 460 milhões (R$ 1,71 bilhão) em despesas não recorrentes como consequência dessa ação.

As vendas dos modelos produzidos em São Bernardo continuarão até o fim dos estoques.

Em nota, o presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, afirma que a empresa “está comprometida com a América do Sul por meio da construção de um negócio rentável e sustentável, fortalecendo a oferta de produtos, criando experiências positivas para nossos consumidores e atuando com um modelo de negócios mais ágil, compacto e eficiente”.

“Sabemos que essa decisão terá um impacto significativo sobre os nossos funcionários de São Bernardo do Campo e, por isso, trabalharemos com todos os nossos parceiros nos próximos passos”, disse Watters.

O executivo afirma também que a empresa manterá planos de garantia, peças e assistência técnica para os veículos que estão saindo de linha.

Segundo a montadora, manter a fábrica em funcionamento exigiria investimentos para se adequar “às necessidades do mercado e aos crescentes custos com itens regulatórios sem, no entanto, apresentar um caminho viável para um negócio lucrativo e sustentável”.

Pouco antes do anúncio, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC havia convocado os trabalhadores da Ford para uma plenária nesta quinta-feira (21). De acordo com o comunicado, a reunião seria para definir cobranças de melhorias na unidade de São Bernardo.

O encerramento da produção do Ford Fiesta hatch já era esperado. O carro é vendido somente com motor 1.6 flex e custa a partir de R$ 52.7 mil.

A grande surpresa é o encerramento da produção de caminhões. O primeiro veículo pesado nacional da montadora foi lançado em 1957.​

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

Veja Também

Com ação rejeitada pelo STF, Bolsonaro pede à PGR para investigar Alexandre de Moraes

O presidente Bolsonaro apresentou, nesta quarta-feira, uma representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) que tem ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: