Home / GERAL / Mulher que acusou Padre Marcelo Rossi de plágio é presa após polícia comprovar golpe

Mulher que acusou Padre Marcelo Rossi de plágio é presa após polícia comprovar golpe

Na última quinta-feira, Izaura Garcia de Carvalho Mendes, de 65 anos, foi à delegacia com duas advogadas e um suposto registro de sua obra na Biblioteca Nacional.

Ela acusava Padre Marcelo Rossi de plágio e dizia que ele teria reproduzido um poema seu sem os devidos créditos no livro “Ágape”. O documento, porém, era falso.

No lugar de indenização pretendida, Izaura e as advogadas Carolina Araújo Braga Miraglia de Andrade e Mariana Farias Sauwen de Almeida tiveram a prisão decretada pelo uso do documento fraudado e outras três infrações: formação de quadrilha, denunciação caluniosa e estelionato. As informações são do Fantástico. Segundo a seção da OAB no Rio, a prisão das advogadas foi ilegal.

“O livro que ela afirma ter sido plagiado pelo padre não existe. É uma fraude”, resume o delegado Maurício Demétrio, titular da Delegacia de Combate à Pirataria no Rio.

Izaura Garcia e suas duas advogadas foram presas em flagrante. Elas respondem ao processo em liberdade
Izaura Garcia e suas duas advogadas foram presas em flagrante. Elas respondem ao processo em liberdade Foto: Reprodução/TV Globo

Foi com este falso registro na Biblioteca Nacional que Izaura convenceu a editora de que era a autora do trecho e conseguiu o acordo de R$ 25 mil. Na Biblioteca, porém, não há nenhuma certidão do texto. As três respondem ao processo em liberdade.

“Eu fui à Biblioteca Nacional, estou com o laudo da BN. Ela não reconhece isso, ela não reconhece esse cabeçalho, essa formatação, e muito menos esse manuscrito. O que a senhora tem a dizer sobre isso?”, pergunta o delegado.

“Eu não tenho nada a dizer, porque foi o que me entregaram lá na época”, defende-se Izaura.

Reportagem mostrou diferenças na formatação dos registros da Biblioteca e o falsificado apresentado por Izaura
Reportagem mostrou diferenças na formatação dos registros da Biblioteca e o falsificado apresentado por Izaura Foto: Reprodução/TV Globo

O coordenador do Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional, órgão que teria emitido o registro, confirmou ao Fantástico que a cópia apresentada por Izaura é uma “falsificação grosseira” e que “foge muito ao padrão adotado” pela instituição.

O delegado acrescentou que o registro de Izaura teria sido impresso em computador quando, à época, a Biblioteca emitia os documentos por meio de máquina de escrever.

Izaura responde a pelo menos cinco acusações de estelionato e teria registrado outras obras na Biblioteca. De acordo com a polícia, ela utilizava as mesmas informações de um dos registros para tentar falsificar outro, mudando o cabeçalho com corretivo.

De acordo com o delegado Maurício Demétrio, Izaura envelhecia artificialmente falsos manuscritos
De acordo com o delegado Maurício Demétrio, Izaura envelhecia artificialmente falsos manuscritos Foto: Reprodução/TV Globo

No livro, o padre atribui o poema à Madre Teresa. O site oficial do Centro Madre Teresa de Calcutá, no entanto, afirma que este é um dos mais famosos textos falsamente atribuídos à religiosa.

A suspeita dos investigadores é que Izaura registre textos como esse, de autoria desconhecida, para exigir direitos autorais. Em sua casa, o delegado encontrou até manuscritos falsificados.

Lançado em 2010, o livro é um fenômeno editorial e atingiu a marca de dez milhões de exemplares vendidos no mês passado. Depois disso, porém, o número de vendas estagnou. Isso porque Izaura conseguiu uma liminar que retirou a obra de circulação, após ter dado entrada, em 2018, a uma ação na justiça e uma queixa-crime contra o padre e a editora. Antes disso, ela já havia conseguido R$ 25 mil em um acordo extrajudicial. Após a liminar, porém, ela passou a exigir cerca de R$ 52 milhões de indenização.

O Padre Marcelo Rossi disse ao Fantástico que não comentaria o caso, mas que já perdoou Izaura.

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

‘Jesus’ em nuvens na Argentina deixa fiéis impressionados

Uma fotógrafa amadora está sendo aplaudida por fiéis de várias países após uma foto sua ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.