Home / ESPORTE / Goleiro Bruno posa com camisa do Poços de Caldas após ser contratado por time mineiro

Goleiro Bruno posa com camisa do Poços de Caldas após ser contratado por time mineiro

Bruno posa com a camisa do Poços de Caldas

Bruno posa com a camisa do Poços de Caldas Foto: Reprodução/Facebook

O Poços de Caldas Futebol Clube anunciou o novo integrante de sua equipe: o goleiro Bruno Fernandes agora faz parte do time mineiro.

O comunicado oficial foi feito na noite desta terça-feira. Em uma foto publicada na página do time, o atleta posou com a camisa cor laranja do clube, que divulgou a novidade após a “liberação da Justiça”.

“O Poços de Caldas Futebol Clube tem novo goleiro. Bruno Fernandes chegou a um acordo com o clube e é o mais novo atleta do Vulcão. Aos 34 anos, Bruno Fernandes já havia acertado com o clube e aguardava liberação da justiça para ser anunciado.”, consta do texto publicado em redes sociais pelo Poços de Caldas.

“Com o acerto, Bruno é o terceiro atleta confirmado pelo Vulcão e irá retomar sua carreira com a camisa do Poços de Caldas FC.”

Goleiro deixou a prisão em julho

Condenado pela morte da modelo Eliza Samudio, o ex-atleta do Flamengo deixou a prisão em Varginha, Minas Gerais, no último dia 19 de julho. Isso depois de conseguir o direito de progressão de pena para cumprir regime semiaberto.

Na decisão, a justiça desconsiderou uma falta grave atribuída em fevereiro, quando ele foi flagrado com duas mulheres num bar, ao lado de onde deveria estar realizando trabalho externo na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), e concedeu o benefício. O atleta também teve o semiaberto convertido em semiaberto domiciliar, já que a Apac não possui convênio com o Estado para poder receber presos, e o município também não conta com outras instituições designadas para tal.

assassinato da modelo aconteceu em 2010 num sítio do jogador em Minas Gerais, e o corpo nunca foi encontrado. Bruno foi preso no mesmo ano, quando ainda era atleta do Flamengo. Três anos depois, ele foi condenado e, soma uma pena de 20 anos e 9 meses — com 8 anos e 10 meses cumpridos.

Em 2017, chegou a conseguir um habeas corpus do então ministro do STF, Marco Aurélio Mello, e voltou a atuar como goleiro do Boa Esporte (MG), mas a decisão foi revertida pela Primeira Turma do Supremo. Cúmplice de Bruno, Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, que teria atraído a vítima até o local e ocultado o corpo, obteve liberdade condicional em novembro do ano passado.

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Vasco não paga e São Januário fica sem luz

Vanderlei Luxemburgo, técnico do Vasco no Estádio São Januário Foto: Rafael Ribeiro Vasco / Agência ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.