Home / GERAL / Policial militar fica nu e atira contra o chão na Bahia, após surto psiquiátrico

Policial militar fica nu e atira contra o chão na Bahia, após surto psiquiátrico

Em aparente surto, policial militar fica nu e atira contra o chão na Bahia
Em aparente surto, policial militar fica nu e atira contra o chão na Bahia Foto: Reprodução

Um policial militar ficou nu e atirou contra o chão no bairro Jardim Cruzeiro, em Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador. O caso aconteceu na manhã deste domingo e, segundo a Polícia Militar, ele estava em surto psiquiátrico. O policial tem 44 anos e não teve identidade divulgada.

Imagens gravadas por moradores mostram o policial aparentemente transtornado, arremessando pedras no chão e apontando a arma em várias direções. Ele também parece gritar muito, fala sozinho em vários momentos e recusa ajuda de moradores que tentam conversar com ele. Testemunhas contaram ainda que o PM chegou a bater em um rapaz, que teve ferimento na boca.

A polícia foi acionada pelos moradores por meio do 190 e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também esteve no local. O militar foi levado para o Hospital Psiquiátrico Lopes Rodrigues, onde recebeu atendimento médico. A PM detalhou que ele está sendo acompanhado pelo serviço de psicologia da corporação.

Surto em Salvador

No mês de março, outro policial militar entrou em surto e também atirou a esmo, mas em Salvador. A situação aconteceu no dia 28, na região do Farol da Barra. O PM estava com rosto pintado nas cores verde e amarelo, e carregava fuzil e pistola.

Identificado como Wesley Soares Góes, de 38 anos, o agente acabou sendo baleado depois de atirar contra policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), que negociaram com ele por mais de três horas. Ele chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Paraíba em Minut com Hudson Almeida

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98669-7489

Veja Também

Paraibana confessa ter matado pai para beber sangue dele “saber era doce”; acusada era abusada pela vítima

Uma mulher confessou, no último dia 19  que matou seu pai em 2015, na Paraíba. ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.