Home / PARAÍBA / VIOLÊNCIA SÓ CRESCE: Números da escalada da violência na Paraíba

VIOLÊNCIA SÓ CRESCE: Números da escalada da violência na Paraíba

De acordo com números do Sistema Nacional de Estatísticas em Segurança Pública e Justiça Criminal (SINESPJC)

 

vergonha-viaturas-da-policia-militar-da-paraiba-estao-circulando-com-licenciamento-atrasado.jpg.280x200_q85_crop

De acordo com números do Sistema Nacional de Estatísticas em Segurança Pública e Justiça Criminal (SINESPJC) / Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp)/ Ministério da Justiça; Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE; Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
Podemos mostrar, com segurança, a população paraibana, os números de homicídios ou latrocínios ocorridos entre os anos 2006 e 2013, E EM QUE GOVERNO, OU EM QUAIS GOVERNOS OCORRERAM A ESCALADA DA VIOLÊNCIA NA PARAÍBA.
São dados baseados em Crimes violentos, letais, intencionais; e seus percentuais são calculados à cada 100 mil habitantes. Cada ano destacamos o percentual de mortes ocorridas, trazendo números oficiais, oriundos de órgãos vinculados ao Ministério da Justiça.

Deixo, porém, de mencionar outros tipos de crimes, como roubo e furto por saber que os mesmos são bem mais fáceis de serem manipulados.
O ano de 2011, primeiro ano do Governo Ricardo Coutinho, chamou-nos a atenção, pois foi nele que a violência atingiu o ápice, batendo todos os  recordes da Paraíba, o maior percentual da história, ou seja 42,7% para cada 100 mil habitantes, conforme O GRÁFICO.
Em 2013 o percentual caiu para 32,8%, mesmo assim, o atual Governo conseguiu se manter com o maior índice histórico de homicídio e latrocínio do Estado.

Blog do Gilvan Asfora

Sobre Hudson Almeida

Veja Também

Caixa abre 771 agências neste sábado para saque de auxílio emergencial

Neste sábado (21), a Caixa abre 771 agências, das 8h às 12h, para atendimento a 7,4 milhões de beneficiários do ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.