Home / MUNDO / Imigrante ‘herói’ escala prédio em Paris e salva criança pendurada; vídeo

Imigrante ‘herói’ escala prédio em Paris e salva criança pendurada; vídeo

Imigrante escala prédio
Imigrante escala prédio Foto: Reprodução/Facebook

Um jovem malês com documentação irregular escalou a fachada de um prédio em Paris para socorrer um menino de 4 anos pendurado, informaram diversas fontes neste domingo. O pai do menino foi preso.

O resgate, gravado e divulgado nas redes sociais, mostra o malês Mamudu Gasama, de 22 anos, escalar em trinta segundos quatro varandas da fachada de um prédio para chegar ao quarto andar, recuperar o menino pendurado e colocá-lo em segurança.

 

— Por sorte, havia alguém com boas condições físicas e com coragem para ir buscar o menino — afirmaram os bombeiros.

 

Considerado herói, o imigrante foi convidado para encontro com o presidente francês, Emmanuel Macron, nesta segunda-feira, no Palácio do Eliseu. O chefe do governo anunciou nesta segunda-feira que o malês será naturalizado francês.

 

— Todos os documentos serão regularizados (…) A França é uma vontade e Sr Gassama demonstrou com engajamento que a tem — destacou Macron, que ainda conseguiu um emprego no Corpo de Bombeiros para o imigrante.

Imigrante 'herói' conversa com Macron
Imigrante ‘herói’ conversa com Macron Foto: Reprodução/Facebook

Depois do salvamento, a criança e Gasama foram levados a um hospital para exames de rotina. “O socorrista se queixava do seu joelho, e o menino estava em choque”, indicaram os bombeiros em um comunicado. Os dois passam bem.

 

O vice-prefeito de Paris, Ian Brossat, afirmou que o jovem malês que resgatou o menino está com sua documentação irregular.

 

“O jovem homem que salvou um bebê (…) escalando três andares não tem documentação e chegou do Mali em setembro. Aviso aos que cospem diariamente nos imigrantes. Obrigado, Mamudu Gasama”, tuitou o prefeito adjunto.

Mamoudou Gassama recebeu láurea de coragem e dedicação de Macron
Mamoudou Gassama recebeu láurea de coragem e dedicação de Macron Foto: Thibault Camus/POOL / Reuters

Pouco antes, a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, tinha parabenizado o jovem. “Um grande ‘bravo’ a Mamudu Gasama por seu ato de coragem que permitiu salvar ontem à noite a vida de um menino. Tive o prazer de falar com ele por telefone hoje”, escreveu no Twitter.

 

Apresentado pela imprensa francesa como um herói, Mamudu Gasama contou à emissora BFMTV que “viu muitas pessoas gritando e buzinas de carros”.

 

— Saí, corri para procurar as soluções para salvá-lo. Consegui me pendurar em uma varanda, subi e assim graças a Deus o salvei — disse.

 

Depois disso, o pai do menino foi colocado em prisão provisória devido ao início de uma investigação por “alienação de obrigações parentais”, afirmou uma fonte judicial.

 

OFERTA DE TRABALHO

Gassama recebeu uma oferta de trabalhar no serviço comunitário nos serviços de emergênica parisienses. Um site oficial do acordo diz que o trabalho paga cerca 480 euros por mês, fixados num período de 11 anos.

A impactante cena foi filmada pelos passantes que se aglomeraram na rua para acompanhar o resgate. O vídeo viralizou rapidamente nas redes sociais e, na noite de domingo, já tinha sido visto por quatro milhões de pessoas. Segundo a investigação, o garoto estava sozinho na varanda, na ausência dos pais, que não estavam em casa.

Depois do ocorrido, o pai do garoto foi posto em prisão preventiva e está sendo investigado por “não cumprir suas obrigações parentais”, segundo uma fonte judicial. O menino foi levado para um centro social, já que a mãe não está em Paris.

 

 

 

Paraíba em Minuto

 

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Malas com dólares e relógios são apreendidas com filho de ditador em SP; que supostamente iria para campanha de Haddad

O dinheiro e os relógios estavam em duas malas, segundo o depoimento de um agente ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.