Home / ESPORTE / Após vaias, Vasco vence o Bangu e avança à final do Carioca para enfrentar o Flamengo

Após vaias, Vasco vence o Bangu e avança à final do Carioca para enfrentar o Flamengo

Em uma época de tão baixa estabilidade no cargo de treinador, ir contra o pensamento da torcida pode ser o gatilho para o desgaste da relação. Mas Alberto Valentim provou neste domingo, na vitória por 2 a 1 sobre o Bangu, o doce sabor de ver uma decisão impopular dar certo.

No centro da história, o meia-atacante Yan Sasse: vaiado desde que entrou em campo, ele marcou o segundo gol cruz-maltino no Maracanã, confirmando a classificação para a final do Carioca. O adversário será o Flamengo, nos próximos dois domingos.

A rejeição inicial da torcida deve-se ao fato de Yan Sasse não ter feito atuações muito convincentes ao longo da temporada. Até este domingo, ele tinha marcado um gol nos seis jogos dos quais participou. A estranheza do torcedor cresceu porque o jogador não atuava desde 20 de fevereiro – um intervalo de 46 dias.

A brecha para a entrada de Yan Sasse na partida foi a lesão de Rossi, aos 27 minutos do primeiro tempo. Àquela altura, o Vasco já jogava mal e deixava o Bangu tranquilo na partida.

Quando a galera viu que o substituto não seria Yago Pikachu nem Lucas Santos, foi à loucura. Os xingamentos direcionados a Alberto Valentim foram quase instantâneos, mostrando que a relação não anda lá essas coisas. Para completar o cenário negativo, Yan Sasse errou na primeira bola que recebeu, fez uma falta em seguida e levou amarelo. “Burro, burro” foi o grito que ecoou no Maracanã.

O Vasco foi para o intervalo sob muitas vaias, já que o Bangu tivera as melhores chances do primeiro tempo. O chute mais perigoso só saiu aos 38 minutos, dos pés do próprio Yan Sasse. Parecia que ele estava ensaiando uma resposta à pressão da arquibancada.

No segundo tempo, o cenário do jogo mudou por causa do fator arbitragem. Não que o Vasco tenha subido de produção, mas o VAR fisgou corretamente um puxão de camisa em Lucas Mineiro dentro da área. O pênalti foi convertido por Bruno César.

O gol imerecido, pelo contexto da partida, não deu a calma necessária à torcida do Vasco. No minuto seguinte, o Bangu respondeu com o empate. Um contra-ataque muito bem articulado culminou com a finalização de Yaya Banhoro. Ficou fácil para o jogador de Burkina Faso.

Com a alta voltagem da partida, Yan Sasse apareceu. Tirou da cartola um drible para deixar o defensor caído e acertou um chute forte no canto do goleiro Jefferson. Timidamente, colocou mão no ouvido, como se provocasse a arquibancada a gritar de felicidade pelo belo gol. À beira do campo, Valentim não só respirava aliviado como também se ajoelhou e ergueu as mãos para o céu. Afinal, deu certo ir contra a corrente.

Em que pese a turbulência no elenco por causa dos atrasos salarias, ponto que motivou protesto antes da semifinal, agora o torcedor pode ter mais confiança para a decisão contra o Flamengo que está por vir.

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Neymar publica foto ao lado de Pelé em Hospital na França

O atacante Neymar, que se recupera de lesão, aproveitou um momento livre nesta segunda-feira, 8, para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.