Home / POLICIAL / Polícia Civil prende acusado de estuprar os próprios filhos de 9 e 10 anos

Polícia Civil prende acusado de estuprar os próprios filhos de 9 e 10 anos

O acusado teria molestado seus dois filhos, então com 9 e 10 anos de idade, configurando estupro de vulnerável

Marcelo da Silva Costa, 42 anos, tinha um mandado de prisão expedido contra ele pelo crime cometido em 2017. (Foto: Reprodução)

Um homem foi preso no município de Belém, nesta segunda-feira (17), acusado de estuprar os dois filhos. De acordo com informações do delegado Hugo Lucena, o acusado de praticar estupro de vulnerável foi identificado como Marcelo da Silva Costa, de 42 anos.

Os abusos teriam ocorrido em 2017 e, na época dos fatos, as vítimas possuíam 9 e 10 anos de idade. Para preservar a identidade e segurança das crianças e de seus familiares, a polícia não divulgou outros detalhes dos delitos.

O caso foi denunciado à polícia que iniciou as investigações. A prisão preventiva foi solicitada e decretada pela justiça. Marcelo foi localizado pelos policiais civis escondido em Belém.

A segunda prisão foi de Ivanildo Antônio Fidelis, de 27 anos. Ele foi abordado e preso por policiais civis e militares. A ação ocorreu  na zona rural de Araçagi-PB, em um sítio chamado “Mercador”.

Ainda de acordo com Hugo Lucena, contra Ivanildo havia dois mandados de prisão em aberto , decretados pelas Comarcas de Mari e Guarabira, ambas situadas no interior do Estado. Ivanildo foi preso pela prática de crimes de roubos qualificados.

Paraíba em Minuto com ClickPB

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Mulher é retirada de casa e estuprada por seis homens em Santa Rita

Uma mulher foi vítima de estupro coletivo na cidade de Santa Rita, na Grande João ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.