Home / PARAÍBA / Xeque-Mate: Empresas simulavam concorrência e superfaturavam licitações em Cabedelo

Xeque-Mate: Empresas simulavam concorrência e superfaturavam licitações em Cabedelo

Duas empresas da área da saúde, com ligações familiares entre si, são suspeitas de simular concorrência e superfaturar licitações em Cabedelo, para pagar propina a agentes públicos.

As informações são apuradas pela 5ª fase da Operação Xeque-Mate, deflagrada pela Polícia Federal nesta terça-feira (8). Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão na Paraíba e dois em Recife, já que uma das empresas está sediada na capital pernambucana.

De acordo com o delegado da Polícia Federal, Fabiano Emídio de Lucena Martins, os indícios foram obtidos a partir de um trabalho de auditoria extremamente complexo e pormenorizado. Foram encontrados elementos de delitos que dizem respeito a fraude licitatória, corrupção ativa e passiva e formação de organização criminosa.

Segundo o diretor de Operações Especiais da Controladoria Geral da União (CGU), Israel José de Carvalho, a prefeitura de Cabedelo movimentou na área da saúde R$ 170 milhões desde 2014, sendo que, em torno de R$ 60 milhões foram de recursos oriundos do Governo Federal. Ainda não se sabe, porém, quanto dentro desse montante pode ter sido desviado pelas fraudes.

“As buscas de hoje foram medidas cautelares que visam a obtenção de mais provas”, explicou Fabiano Emídio. Segundo ele, os gestores admitiram que tinham conhecimento das fraudes. Leto Viana era o prefeito do Cabedelo no período.

São 11 empresas apontadas pelo CGU nesse tipo de fraude, mas a operação de hoje focou apenas em duas. Suspeitas de esquema semelhante recaem sobre outros municípios paraibanos: Mamanguape, Gurinhém, Conceição, Pedra Lavrada, São Vicente do Seridó e Itaporanga. O delegado Fabiano Emídio informou que documentos foram solicitados a essas prefeituras para análise.

Ficou confirmado que o ex-deputado André Amaral foi um dos alvos da operação  de hoje. Na casa dele foram apreendidos diversos documentos e mídias eletrônicas que ainda serão analisados. A operação também apreendeu dinheiro em espécie, mas o delegado não especificou a quantia nem o local onde o dinheiro foi encontrado.

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Governo publica edital com 189 vagas para servidores temporários

O Governo do Estado publicou, neste sábado (19), edital para contratação de 189 servidores temporários ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.