Home / CIDADES / Médica é afastada após mandar paciente calar a boca em SP; vídeo

Médica é afastada após mandar paciente calar a boca em SP; vídeo

Uma médica do Hospital Irmã Dulce foi afastada das atividades após uma confusão com pacientes por conta de demora no atendimento em Praia Grande, no litoral de São Paulo.

De acordo com testemunhas, fichas de atendimento de pacientes teriam desaparecido na troca de plantão, de domingo (24) para segunda-feira (25), e a médica teria negado atendimento.

A paciente Renata Santos, de 29 anos, foi ao hospital com suspeita de caxumba e gravou o momento em que a médica manda o paciente ‘calar a boca’, aos berros, e diversas vezes. “Ela está errada. Em nenhum momento ele xingou ela. Todos estávamos vendo a situação”, conta.

A mulher relata que chegou ao hospital no fim da tarde. “Sei que há prioridade para casos mais graves, e vários pacientes passaram na nossa frente”, relata. Após horas esperando, os pacientes notaram que haviam se passado duas horas e ninguém mais tinha sido chamado. “Abriram a porta da sala do consultório para ver se o médico estava lá, mas estava vazia”.

A paciente relata que, então, os pacientes perguntaram na recepção sobre o motivo da demora. “Nos disseram que os médicos estavam em reunião e que não estavam encontrando as fichas. Nisso, mais pacientes foram chegando e os atendimentos retomaram, com a médica que aparece no vídeo chamando quem havia chegado há pouco tempo”. Um dos pacientes teria se revoltado e impedido a médica de realizar novos atendimentos, pois de acordo com a senha, ele seria o próximo.

“A médica começou a gritar que não iria atender ele, mandando ele sair da sala. Ela disse que só iria atender com a ficha, mas eles não encontravam”. Nas imagens, é possível ver o momento em que a médica perde o controle, bate na mesa, grita com o paciente e sai do consultório. Ainda de acordo com Renata, os papéis foram encontrados 20 minutos após a confusão e o atendimento foi retomado.

Ao G1, o Hospital Irmã Dulce, por meio da assessoria de imprensa, disse que a médica envolvida no caso foi imediatamente afastada e não atua mais na unidade. O atendimento do homem que aparece discutindo com a médica foi prestado por outro profissional da unidade. O G1 tentou entrar em contato com a médica mas, até agora, não houve retorno.

O hospital lamentou o ocorrido e afirmou que não houve recusa de atendimento. O hospital não se manifestou sobre as fichas de atendimento perdidas. Confira a nota na íntegra:

“A direção do Hospital Municipal Irmã Dulce esclarece que a médica envolvida no caso foi imediatamente afastada de suas funções e não atua mais na unidade. O atendimento médico do paciente em questão foi finalizado por outro profissional. Também foi aberta uma sindicância para apurar o ocorrido. Após a conclusão dos trabalhos, as providências cabíveis serão tomadas.

Paraíba em Minuto com G1

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

CBTU João Pessoa implanta nova grade horária nesta segunda (21)

A partir desta segunda-feira, 21, a CBTU João Pessoa disponibilizará nova grade horária com mais ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.