Home / BRASIL / Homem se apresenta como surdo, entrega bilhete anunciando assalto e vai preso, no PR

Homem se apresenta como surdo, entrega bilhete anunciando assalto e vai preso, no PR

Homem entregou bilhete anunciando assalto Foto: Divulgação/Polícia Civil do Paraná

Funcionários de um posto de combustíveis em Curitiba foram surpreendidos na manhã desta quarta-feira por um homem que se apresentou como surdo e entregou um bilhete anunciando um assalto. Segundo informações preliminares da Polícia Civil do Paraná, ele foi preso em flagrante no estabelecimento, localizado na Avenida Presidente Getúlio Vargas.

 

Quando uma atendente leu a mensagem do suspeito, que anunciava um assalto e avisava que ele estava armado, se afastou dele e chamou o gerente. Em seguida, o homem foi contido e encaminhado para a Central de Flagrante da capital paranaense, onde testemunhas estão sendo ouvidas pelo delegado de plantão Fábio Machado.

 

Segundo consta no boletim de ocorrência, a vítima relatou que o homem se dirigiu ao caixa e lhe entregou um bilhete com os dizeres: “Fique quieto não mexe eu tenho arma aqui na cintura passa dinheiro rápido eu não quero mostra arma quieto (sic)”.

 

Demonstrando não poder ouvir ou falar, simulou estar armado. No entanto, ao ser abordado por policiais militares, foi constatado que não havia arma de fogo com ele. Ainda de acordo com o registro policial, o suspeito usou um pedaço de papel para se identificar como Rafael Susin.
Homem se apresentou como surdo e entregou bilhete anunciando assalto

 

 

Paraíba em Minuto

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

‘Quando ele me colocou no corredor, achei que fosse morrer’, diz 15ª mulher a acusar João de Deus de abuso sexual

João de Deus durante atendimento em Abadiânia Foto: Daniel Marenco/06.07.2018 As denúncias contra João Teixeira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.