Home / MUNDO / Famoso por usar camisa de plástico de Messi, afegão foge de casa por causa do Talibã e perde uniformes

Famoso por usar camisa de plástico de Messi, afegão foge de casa por causa do Talibã e perde uniformes

Murtaza Ahmadi recostado na mãe: menino ficou famoso por usar sacola plástica como camisa de Messi
Murtaza Ahmadi recostado na mãe: menino ficou famoso por usar sacola plástica como camisa de Messi Foto: NOORULLAH SHIRZADA / AFP

Há dois anos, uma imagem emocionou e chamou a atenção do mundo: um pequeno menino, de 6 anos, fez uma camisa de com um saco plástico de Lionel Messi, seu ídolo.

 

Murtaza Ahmadi, da província de Ghazni, no leste rural do Afeganistão, foi descoberto, conheceu pessoalmente o craque argentino e ganhou fama mundial. Agora, o garoto foi obrigado a fugir com a sua família de casa por causa de uma ofensiva do Talibã, um dos grupos terroristas do país.

 

O garoto, os pais e irmãos tiveram que escapar de Jaghori, anteriormente a região mais pacífica do Afeganistão, após o último ataque. Pior ainda: Murtaza foi forçado a deixar suas camisas assinadas por Messi para trás, porque foi forçado a sair rapidamente para Cabul, capital do país, ainda na madrugada.

Fã de Messi com 'camisa' de plástico
Fã de Messi com ‘camisa’ de plástico Foto: Reprodução / Internet

Messi e Murtaza se encontraram no Qatar, em 2016, depois que sua imagem com a sacola de plástico, para imitar a camisa da seleção da Argentina, se tornou viral. No dia, o garoto recebeu um uniforme da seleção e do Barcelona. Sem casa, sem camisas e sem bola de futebol, Murtaza disse a uma agência de notícias local:

 

“Sinto falta da nossa casa em Jaghori, não tenho bola aqui e não posso jogar futebol ou sair. Nós os deixamos para trás em Jaghori, pois não pudemos trazê-los conosco. Saímos de casa durante a noite e mamãe me pediu para deixar a bola e as camisas”, disse o menino em meio às lágrimas.

Messi encontra menino afegão que faz camisa de plástico do jogador
Messi encontra menino afegão que faz camisa de plástico do jogador Foto: Karim Jaafar / STR

O irmão mais velho, Humayoon Ahmadi, continuou dizendo que o encontro com Messi, enquanto um momento único na vida, criou apenas mais problemas para sua família. Desde a reunião, a família viveu com medo. Murtaza e sua família esperavam pedir asilo nos Estados Unidos pouco depois de encontrar Messi, mas só chegaram ao Paquistão quando o pedido foi rejeitado.

 

A família agora depende de organizações não-governamentais (ONGs) para sobreviver, esperando desesperadamente que Messi cumpra sua promessa, de ajudar financeiramente, segundo eles. Murtaza lembrou:

“Messi me disse ‘quando você é um pouco mais velho, eu vou consertar as coisas para você'”.

Murtaza Ahmadi, agora com 8 anos, precisou fugir com a família para Cabul
Murtaza Ahmadi, agora com 8 anos, precisou fugir com a família para Cabul Foto: NOORULLAH SHIRZADA / STR
Murtaza Ahmadi perdeu a bola e suas camisas de Messi
Murtaza Ahmadi perdeu a bola e suas camisas de Messi Foto: NOORULLAH SHIRZADA / STR
Afegão exibe autógrafo de Messi em camisa
Afegão exibe autógrafo de Messi em camisa Foto: Mahdy Mehraeen / Divulgação Unicef

 

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

IMAGENS FORTES: Segurança do Carrefour é acusado de matar cachorro a pauladas e causa revolta nas redes sociais

Neste sábado (1º), um grupo de ativistas pelos direitos dos animais realizou um protesto dentro ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.