Home / BRASIL / CHEGOU A VEZ DA CENSURA NA ESQUERDA: Alexandre de Moraes inclui PCO no inquérito das fake news e bloqueia contas do partido nas redes sociais

CHEGOU A VEZ DA CENSURA NA ESQUERDA: Alexandre de Moraes inclui PCO no inquérito das fake news e bloqueia contas do partido nas redes sociais

Em post nas redes sociais, o partido comandado por Rui Costa Pimenta diz ter sido alvo de censura; ontem, uma postagem chamava o ministro de “skinhead de toga”

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes incluiu o PCO (Partido da Causa Operária) no inquérito das fake news e determinou nesta quinta-feira (2) o bloqueio das contas da legenda nas redes sociais – Facebook, Instagram, Telegram, Twitter, Youtube, TikTok.

De acordo com a decisão, deve ser preservado o histórico de conversas e o conteúdo das contas, incluindo postagens apagadas. A legenda tem feito criticas à Corte, ao chamar o magistrado, nessa quarta-feira (1), de “skinhead de toga” e o acusou de “preparar um golpe” nas eleições. 

No Twitter, o PCO criticou a decisão do ministro, classificando-a como “censura”. 

No despacho, Moraes afirmou que as postagens do PCO “atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal e de seus Ministros, bem como do Tribunal Superior Eleitoral, atribuindo e/ou insinuando a prática de atos ilícitos por membros da Suprema Corte e defendendo a dissolução do tribunal”.

“O que se verifica é a existência de fortes indícios de que a infraestrutura partidária do PCO, partido político que recebe dinheiro público, tem sido indevida e reiteradamente utilizada com o objetivo de viabilizar e impulsionar a propagação das declarações criminosas, por meio dos perfis oficiais do próprio partido, divulgados em seu site na internet”, escreveu Moraes.

Paraíba em Minuto com Hudson Almeida

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98669-7489

Veja Também

País registra saldo de 277 mil novas vagas formais de trabalho, aponta levantamento do Caged

Em maio deste ano, o Brasil registrou um saldo de 277.018 novos empregos formais. Segundo ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: