Home / PARAÍBA / Grupos protestam na Orla de JP contra morte de homossexuais na Paraíba e em Goiás

Grupos protestam na Orla de JP contra morte de homossexuais na Paraíba e em Goiás

Ato público está previsto para começar as 16h, no Busto de Tamandaré, e acontece em memória dos jovens homossexuais João Donati e Wanderson Silva, mortos em Goiás e na Paraíba, respectivamente

João Donati e Wanderson Silva
João Donati e Wanderson Silva

Centenas de pessoas devem ocupar o Busto de Tamandaré, em João Pessoa, na tarde deste sábado (20) para protestar contra crimes homofóbicos. O ato, previsto para acontecer a partir das 16h, acontece em memória dos jovens João Antônio Donati e Wanderson Silva, que foram assassinados, respectivamente, nos dias 10 e 17 deste mês, em Goiás e na Paraíba, respectivamente. O protesto é organizado pelo Facebook.

Várias cidades do país têm realizado atos públicos para pedir a aprovação do projeto de Lei 122/06, que torna crime atos de discriminação ou preconceito de gênero, sexo, orientação sexual e identidade de gênero nos últimos dias. Até o fechamento desta matéria, a página da manifestação na capital paraibana já havia atingido mais de 3.500 internautas e quase 300 confirmam presença no evento, até as 18h desta sexta-feira (19).

“Todos merecem respeito e relacionamentos dignos. Deus nem de longe aprova o posicionamento de uns frente aos outros como se melhores ou superiores fossem. Se pudéssemos todos aprender a buscar o que há de melhor na humanidade de cada um, teríamos como construir e edificar um mundo transformador”, escreveu a usuária do Facebook J’z Almeida na página do evento.

Casos

João Antônio Donati, de 18 anos, foi morto por asfixia em Inhumas, Região Metropolitana de Goiânia (GO). Ele era homossexual e a polícia investiga se o crime foi motivado por intolerância sexual. Um jovem de 20 anos foi preso e confessou a autoria do crime. Em depoimento, ele informou que manteve relações com João Antônio antes de cometer o assassinato, mas negou ser homossexual.

Já o adolescente Wanderson Silva, 17 anos, foi encontrado morto em um matagal próximo à Ponte do Baralho, situada no limite entre João Pessoa e Bayeux, na região metropolitana. Ele foi assassinado a tiros e a família acredita que o adolescente tenha sido vítima de crime de ódio contra homossexuais.

Veja Também

Sine-PB oferta 577 vagas de empregos em sete municípios nesta segunda

O Sistema Nacional de Emprego (Sine-PB) está ofertando 577 vagas de emprego em sete municípios ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.