Home / POLICIAL / Homem é morto com cinco tiros em Santa Rita, PB, diz polícia

Homem é morto com cinco tiros em Santa Rita, PB, diz polícia

Homicídio foi registrado próximo a igreja evangélica, na manhã deste domingo (30).

Homem foi morto com pelo menos cinco tiros em Santa Rita (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Homem foi morto com pelo menos cinco tiros em Santa Rita (Foto: Walter Paparazzo/G1

Um homem foi morto a tiros na manhã deste domingo (30) no bairro Popular, em Santa Rita, na região da Grande João Pessoa. Segundo informações da Polícia Civil, a vítima saiu de casa no início da manhã sem avisar à família e quando retornava à residência foi abordado e baleado várias vezes. Ele não resistiu e morreu no local.

Imagens Whatsapp

De acordo com o Instituto de Polícia Científica (IPC), o homem foi atingido por cinco tiros, sendo um deles de espingarda calibre 12 no pescoço. O delegado Canrobet Rodrigues, responsável pelo registro da ocorrência, segundo familiares, o homem morto já teve envolvimento com o tráfico de drogas.

A poucos metros do local onde o corpo foi encontrado, a polícia achou marcas de sangue no chão e de tiro na parede de uma igreja evangélica, na rua vinte e dois de maio. A polícia investiga a relação dos vestígios com o homicídio.

O corpo da vítima foi examinado e encaminhado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), em João Pessoa. Até o final da manhã deste domingo (30), nenhum suspeito de envolvimento com o caso havia sido preso, segundo a polícia.

Tiros marcaram parede de igreja evangélica próximo ao local do crime (Foto: Walter Paparazzo/G1 )

 

 

Do G1 Paraíba

 

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.
Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Agentes cobrariam R$ 15 mil para introduzir celulares no PB1, em João Pessoa

Agentes penitenciários da Paraíba estão sendo investigados por facilitar a entrada de aparelhos celulares na ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.