Home / POLICIAL / Suspeito que matou casal em Campina Grande diz que foi por ciúmes

Suspeito que matou casal em Campina Grande diz que foi por ciúmes

Em depoimento, jovem preso disse que não tinha intenção de matar a mulher. Ele se entregou nesta terça-feira

O motoqueiro que pilotava a moto e levou o suspeito para praticar o assassinato foi identificado como Lumark Mathias (Foto: Reprodução/G1)
O motoqueiro que pilotava a moto e levou o suspeito para praticar o assassinato foi identificado como Lumark Mathias (Foto: Reprodução/G1)

O homem de 21 anos foi preso nessa terça-feira (3) após confessar o assassinato do casal Paulo Renato e Isabelle Alves, de 26 e 21 anos, no dia 10 de setembro, na calçada de um bar no bairro de Bodocongó, em Campina Grande, no Agreste da Paraíba.

 

De acordo com a delegada da Polícia Civil, Tatiana Matos, Felipe Rayan se entregou nesta terça-feira e no depoimento prestado afirmou que matou o casal por ciúmes. O homem ainda disse que não tinha intenção de matar a mulher, apenas o homem.

 

Para a polícia, o suspeito está mentindo. Os policiais acreditam que o motivo do duplo assassinato foi uma disputa pelo tráfico de drogas na região. No dia do crime, foram encontrados vários frascos de loló no porta malas do carro do homem morto.

 

O motoqueiro que pilotava a moto e levou o suspeito para praticar o assassinato foi identificado como Lumark Mathias. Ele segue foragido.Para passar qualquer informação sobre o assaltante, a população pode ligar no Disque Denúncia da Polícia Civil, através do número 197.

 

 

Do G1 Paraíba

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Polícia Federal cumpre 48 mandados contra acusados de tráfico interestadual na Paraíba e mais 12 estados

As ordens judicias foram expedidas pela Vara de Entorpecentes de Campina Grande/PB, após manifestação favorável ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.