Home / POLICIAL / Polícia interrompe velório na Paraíba e leva corpo para investigar morte

Polícia interrompe velório na Paraíba e leva corpo para investigar morte

Polícia interrompe velório de idoso em Campina Grande
Polícia interrompe velório de idoso em Campina Grande

Um velório foi interrompido pela Polícia Civil na cidade de Capina Grande, depois de uma denúncia anônima. O corpo que estava sendo velado foi levado para passar por uma necrópsia. A suspeita da Polícia Civil é de que a pessoa que estava morta pode ter sido vítima de um homicídio.

O homem de 61 anos morreu na madrugada da segunda-feira (1º) e a família acreditava que a morte teria ocorrido após um infarto. Porém, a Polícia Civil recebeu uma denúncia anônima de que o homem teria sido agredido antes de morrer. Uma linha de investigação estuda a possibilidade de que tenha ocorrido um homicídio doloso.

Depois do velório ser interrompido o corpo foi levado para o Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande. Após a necrópsia, o Numol confirmou que a vítima havia sofrido um traumatismo craniano antes de morrer. Ainda na investigação, segundo a delegada de homicídios da Polícia Civil, Elen Maria, familiares confirmaram que houve uma confusão na madrugada em que a vítima morreu.

“Eles contam que estava tendo uma confraternização de réveillon com a família e que o homem havia bebido muito. Ele teve um problema com uma das filhas e chegou a pegar uma faca. Familiares chegaram para apartar a confusão, momento em que ele teria caído e batido a cabeça. Então, estamos investigado se houve um homicídio doloso”, disse ela.

Depois do procedimento o corpo voltou a ser velado e foi enterrado pela família no cemitério São Judas de Tadeu, no bairro Cruzeiro, em Campina Grande.

Do G1

 

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto: 

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

PF reabre inquérito sobre facada em Bolsonaro e vai analisar celular do advogado de Adélio Bispo

O delegado Rodrigo Morais Fernandes vai analisar os dados bancários e o conteúdo do celular ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.