Home / CIDADES / Sem proposta do prefeito Panta, professores deflagram greve por tempo indeterminado em Santa Rita

Sem proposta do prefeito Panta, professores deflagram greve por tempo indeterminado em Santa Rita

Após a realização de uma assembleia geral, os servidores da educação da cidade de Santa Rita, na Região Metropolitana da capital, decidiram iniciar greve por tempo indeterminado a partir dessa quinta-feira (1º).

 

O sindicato pede melhores condições de trabalho ao prefeito Emerson Panta. Os profissionais já haviam paralisado as atividades por 72 horas, na segunda-feira (26).

 

Os servidores reforçam que estão abertos a dialogar com o gestor do município.”Na próxima quarta-feira tem uma assembleia para avaliar a greve e aí decidimos se vamos continuar ou não”, disse o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Santa Rita, Carlos Antônio de Assis.

“A situação da gestão pública de Santa Rita é muito grave e a única solução que os professores tiveram foi a Greve por tempo indeterminado”. Foi o que disse o presidente do sindicato dos servidores público de Santa Rita-PB, José Farias afirmou após os professores deflagrar o movimento paredista por falta de uma proposta e diálogo da gestão de quinze meses sem reajuste salarial de piso federal, terço de férias, péssimas condições de trabalho nas escolas e creches, redução de salários e a mudança drástica da matriz curricular que a gestão insiste em descumprir as leis e até benefícios adquiridos afora a perseguição e o assédio moral.

 

 

 

Paraíba em Minuto

 

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Novos reforços: presidente da Câmara consegue adesão de mais cinco vereadores de Santa Rita para candidatura de João Azevedo

O presidente da Câmara de Santa Rita, Gustavo Santos (Podemos), conseguiu viabilizar a adesão de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.