Home / PARAÍBA / Após chamar atenção da Paraíba, pai é preso e se despede acorrentado da filha morta devido a doença rara

Após chamar atenção da Paraíba, pai é preso e se despede acorrentado da filha morta devido a doença rara

download 11 2 - Após chamar atenção da Paraíba, pai é preso e se despede acorrentado da filha morta devido a doença rara

Faleceu na tarde deste domingo (24), na cidade de Uiraúna, região de Cajazeiras, Sertão da Paraíba, a garotinha Jamily Nadir Coelho. Ela tinha 5 anos de idade e sofria de uma doença diagnosticada de encefalopatia metabólica decorrente de Aciduria Glutárica tipo 1 (uma doença no metabolismo que acumula ácido glutárico na urina, plasma e tecidos do corpo).

 

Nas redes sociais, internautas compartilharam uma foto do vendedor ambulante Flávio Coelho de Assis Ferreira, 36 anos, abraçando a filha Jamily dentro do caixão.

 

Segundo a polícia militar, atualmente Flávio Coelho de Assis Ferreira, se encontra preso. Por conta da morte da filha, Flávio foi levado na manhã desta segunda-feira (25) ao velório por alguns minutos acompanhado por policiais e em seguida voltou ao presídio.

 

ACORRENTADO

 

Buscando ajuda para filha, em 2016, Flávio Coelho chamou a atenção de toda a Paraíba ao se acorrentar em frente ao fórum da cidade de Uiraúna para pedir agilidade em uma ação judicial que garantia os medicamentos a menina. Ele também fez a mesma ação na porta da Nona Regional de Saúde, com sede em Cajazeiras.

 

 

Paraíba em Minuto com Diário do Sertão

 

 

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

E-mail: redacaosantaritaverdade@gmail.com

Veja Também

Auxílio Brasil de R$ 400 criado por Bolsonaro vai beneficiar mais de 600 mil famílias da Paraíba em Janeiro

Pelo menos 601.768 famílias paraibanas vão receber o Auxílio Brasil neste mês de janeiro, conforme ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.