Home / MUNDO / Após engolir celular, homem espera seis meses para ‘natureza agir’, mas acaba em mesa de cirurgia

Após engolir celular, homem espera seis meses para ‘natureza agir’, mas acaba em mesa de cirurgia

Celular retirado do estômago de paciente
Celular retirado do estômago de paciente Foto: Reprodução

Um homem que havia engolido um telefone celular esperou seis meses até procurar um médico. Ele aguardava que o aparelho saísse do corpo de uma forma natural. Com vergonha de revelar o seu problema, o egípcio preferiu “deixar a natureza agir”. Obviamente, não deu certo.

Quando ele começou a perder muito peso, já que o celular obstruía a passagem de alimentos, não houve outra saída: com fortes dores abdominais, o homem, que não teve a identidade revelada, virou paciente do Hospital Universitário de Aswan (Egito), onde recentemente foi realizada cirurgia de emergência, contou o “Gulf Today”.

Os médicos do hospital afirmaram que esse foi o primeiro caso do tipo que atenderam. O paciente deu muita sorte, já que, pela demora para procurar ajuda profissional, poderia ter contraído uma infecção fatal. O egípcio passa bem, de acordo com Ashraf Maabad, o diretor da unidade de saúde.

Celular retirado do estômago de paciente
Celular retirado do estômago de paciente Foto: Reprodução

Uma história semelhante ocorreu em Pristina (Kosovo), em setembro. Um homem de 33 anos foi submetido a um procedimento de emergência após engolir um celular Nokia, modelo 3310, popular no início dos anos 2000.

Homem passa por procedimento de emergência após engolir celular Nokia antigo

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98669-7489

Veja Também

Turista é atacado em parque temático após achar que crocodilo de verdade era cópia de plástico e se aproximar para selfie

Um turista acabou atacado em um parque temático em Cagayan de Oro (Filipinas) após se aproximar de um ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.