Home / CIDADES / Prefeito de Recife João Campos da Esquerda, só acionou plano contra tragédia 2 dias após alerta de alto risco

Prefeito de Recife João Campos da Esquerda, só acionou plano contra tragédia 2 dias após alerta de alto risco

O Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais), órgão federal ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, emitiu um boletim geo-hidrológico na última quarta-feira (25) em que alertou para o “risco alto” de chuvas intensas e de deslizamentos na região metropolitana do Recife.

Mesmo com o alerta, a prefeitura da capital pernambucana só acionou o plano de contingência na sexta-feira (27), quando a Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) emitiu um outro comunicado informando a previsão de chuva intensa para o final de semana. Entre sexta e hoje, o estado contabilizava 91 pessoas mortas em consequência das chuvas e 3.957 desabrigados.

Procurada, a Prefeitura do Recife confirmou ter usado como referência os alertas da Apac. Nas redes sociais, o prefeito João Campos (PSB) publicou um vídeo sobre o alerta da Apac na própria sexta-feira, poucas horas antes da tragédia.

Estamos com a nossa equipe aqui reunida, discutindo as ações da @PrefRecife para momentos de chuva, sobretudo de chuvas intensas. Como vocês já devem saber, a APAC emitiu um alerta com previsão de chuvas muito fortes, a partir da noite de hoje e em todo o fim de semana. 👇🧵 pic.twitter.com/QANe5lHK1q— João Campos (@JoaoCampos) May 27, 2022

Plano de contingência é um planejamento previsto em lei federal de 2012, determinando que os municípios tenham definidas ações de proteção e defesa civil. Elaborado a partir de uma hipótese de desastre, é nele que está a definição de procedimentos, ações e decisões em caso de eventos extremos, com preparação e resposta ao ocorrido.

O governo pernambucano decretou emergência no estado. Quatorze municípios da região metropolitana também decretaram emergência. O governador Paulo Câmara (PSB) disse ontem que não há clareza sobre número de desaparecidos.

Alerta para inundações e deslizamentos

No boletim de quarta-feira passada do Cemaden, há dois tipos de alertas.

No primeiro, sobre risco hidrológico, o boletim alerta que “considera-se ALTA a possibilidade de ocorrência de alagamentos e inundações urbanas nas mesorregiões da Mata Pernambucana, Metropolitana de Recife, Leste Alagoano devido aos acumulados de chuva em 48 horas e à previsão de chuva com intensidade moderada”, diz, citando que o nível de alerta poderia ser ainda maior.

Ressalta-se que em caso de possíveis ocorrências, o impacto para a população pode ser além do nível alto.”

Já o outro alerta é sobre impacto geológico, que também cita risco alto com a “possibilidade de ocorrência de movimentos de massa [deslizamentos] na Região Metropolitana de Recife e no Leste Alagoano, devido aos elevados acumulados nas últimas 72 horas (superiores a 250 mm) e à previsão de pancadas ao longo do dia, com intensidade moderada, que poderão ser suficientes para deflagrar deslizamentos de terra esparsos induzidos”.

Paraíba em Minuto com Hudson Almeida

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98669-7489

Veja Também

TCE-PB recomenda suspensão de shows do São João de Santa Rita e aponta irregularidades na contratação de artistas

Ainda segundo análise da auditoria, há irregularidades na contratação de bandas que já se apresentaram. ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

%d blogueiros gostam disto: