Home / CIDADES / RETORNO CERTO: Reginaldo Pereira se mostra confiante e acredita no retorno à prefeitura até o fim do mês

RETORNO CERTO: Reginaldo Pereira se mostra confiante e acredita no retorno à prefeitura até o fim do mês

Em entrevista exclusiva ao blog, o prefeito afastado de Santa Rita, Reginaldo Pereira, fez um paralelo da sua situação com a do prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (MS), que passou pelo mesmo processo de cassação na Câmara dos Vereadores, ficou dois meses afastado e voltou ao cargo por determinação da Justiça.

Reginaldo acredita que a Justiça paraibana também entenderá que a sua cassação não se sustenta em provas e que tudo não passou de um golpe. De acordo com o prefeito, as acusações são infundadas. “Me acusam de nepotismo, mas o próprio Ministério Público já emitiu parecer alegando que familiar em cargo de secretário não configura nepotismo”, disse Reginaldo.

O prefeito afastado também alega que em nenhum processo de cassação, o direito de defesa foi respeitado, o que levanta suspeitas sobre a agilidade da cassação.

Confiante na Justiça, Reginaldo acredita que até o final do mês retornará ao mandato conquistado democraticamente em 2012, e promete uma gestão diferente. “Fomos sabotados esse tempo todo por aqueles que planejavam o golpe. Nossas ações não eram divulgadas pelo secretário de Comunicação, aliado do vice-prefeito Netinho. Também existia sabotagem em outras pastas da prefeitura. Mas agora será diferente”, promete Reginaldo.

Os advogados de Reginaldo Pereira entram nesta segunda-feira (26) com um pedido de liminar na Vara de Direitos Difusos Coletivos e Individuais , pedindo a suspensão do decreto de cassação e a volta de Reginaldo.

Vamos aguardar…

Sobre Hudson Almeida

Veja Também

Deputados recebem governador em visita às obras da nova Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Gervásio Maia, recebeu, nesta quinta-feira (14), ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.