Home / BRASIL / Lula, Dirceu e deputado do PT também já atacaram STF: “É preciso tirar todos os poderes do Supremo”

Lula, Dirceu e deputado do PT também já atacaram STF: “É preciso tirar todos os poderes do Supremo”

A turma do PT já fez vários ataques ao STF e nunca foram presos porque?

Atacar o Supremo Tribunal Federal (STF) já faz parte do repertorio dos petistas a anos.

Após prisão de Deputado Bolsonaristas pelo STF, vídeos começaram circula em toda as mídias sócias, e parece ter inspiração em outros ataques de Lula, Dirceu e Wadih Damous que também já “soltaram seus cachorros” contra a Suprema Corte.

O ex-presidiário Lula foi o primeiro a realizar ataques. Dirceu e Wadih Damous também fizeram ofensivas que foram respondidas pelos ministros, independente dos Partidos. Lembre os embates:

Lula x STF “acovardado”

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) atacou e chamou o STF de Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) atacou e chamou o STF de “acovardado”

Em 2016, o nome máximo do Partido dos Trabalhadores investiu contra o Supremo e tentou coagiar a Corte.

O ex-presidente afirmou que ela estava “acovardada”. A frase de Lula surgiu em uma conversa com a então presidente Dilma Rousseff, após a condução coercitiva que o obrigou a depor na Polícia Federal. Na ocasião, Lula fez críticas a várias outras instituições, quando criticava a própria Operação Lava Jato.

O ataque foi rapidamente diluído pelo ministro Celso de Mello que disse:

“Esse insulto ao Poder Judiciário, além de absolutamente inaceitável e passível da mais veemente repulsa por parte desta Corte Suprema, traduz, no presente contexto da profunda crise moral que envolve os altos escalões da República, reação torpe e indigna, típica de mentes autocráticas e arrogantes que não conseguem esconder, até mesmo em razão do primarismo de seu gesto leviano e irresponsável, o temor pela prevalência do império da lei e o receio pela atuação firme, justa, impessoal e isenta de Juízes livres e independentes”.

José Dirceu x STF

Para Dirceu, o Supremo deveria perder seus poderes
Rodrigo Félix Leal/Futura PressPara Dirceu, o Supremo deveria perder seus poderes

Em 2018, o ex-ministro do PT José Dirceu concedeu uma entrevista ao portal piauiense 180 graus onde disse que “deveria tirar todos os poderes do Supremo e ser só Corte Constitucional”. 

Dirceu argumentou ainda que “Judiciário não é poder da República. Ele é um órgão, mas se transformou em um quarto poder. Se o Judiciário assume poderes do executivo e do legislativo caminhamos para o autoritarismo”.

Vale lembrar que Dirceu foi solto em junho por decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal . O petista aguarda em liberdade o julgamento dos recursos nas cortes superiores.

Wadih Demous x STF

Wadih Damous pediu o fechamento do STF
Tomaz Silva/ Agência Brasil – 06.11.15Wadih Damous pediu o fechamento do STF

Uma gravação do deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) voltou a circular nas redes. No vídeo, na sua página no Facebook, Damous fala: “Tem de fechar o Supremo Tribunal Federal”.

Damous que foi presidente da OAB fluminense e atua também como advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse:

“Nós temos de redesenhar o Poder Judiciário e o papel do Supremo Tribunal Federal. Tem de fechar o Supremo Tribunal Federal. Nós temos de criar uma Corte Constitucional de guarda exclusiva da Constituição e os seus membros detentores de mandato. Nós temos de evitar que gente como [o ministro] Roberto Barroso tenha o poder de ditar os rumos do processo eleitoral, de ditar os rumos da escolha popular, de ditar os rumos da democracia brasileira”.

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-340

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

30 Milhões de Doses: Governo agiliza processo de aquisição de vacinas da Índia e Rússia

O Ministério da Saúde dispensou o uso de licitação para compra das vacinas Covaxin, da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.