Home / POLITICA / Benefício pago a idosos e pessoas com deficiência pode ser suspenso; caso Congresso não aprove crédito suplementar

Benefício pago a idosos e pessoas com deficiência pode ser suspenso; caso Congresso não aprove crédito suplementar

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, neste sábado (8), que, se o Congresso Nacional não aprovar o projeto de crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões (PLN 4/19), o pagamento do Benefício de Prestação Continuada — que é destinado a idosos de baixa renda e pessoas com deficiência — será suspenso no dia 25 deste mês.

O PNL (projeto de lei no Congresso Nacional) deveria ter sido votado na semana passada, mas ainda não foi aprovado na Comissão Mista de Orçamento.

No começo do ano, devido a crise nas contas públicas, o governo pediu para o Congresso um crédito extraordinário de R$ 248 bilhões, que serão obtidos com emissão de títulos do Tesouro. Entretanto, a desarticulação política do governo está dificultando a solução do problema.

Em sua conta oficial do Twitter, o presidente Jair Bolsonaro acrescentou que, sem aprovação, faltarão recursos para outros programas como, por exemplo, o Bolsa Família, nos próximos meses.

Jair M. Bolsonaro

@jairbolsonaro

– Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, PRONAF, Plano Safra…

Paraíba em Minuto

Acompanhe mais notícias do Paraíba em Minuto nas redes sociais: Facebook e Instagram

Entre em contato com a redação do Paraíba em Minuto:

Telefone: (83) 98704-3401

WhatsApp: (83) 98704-3401

Sobre Paraíba em Minuto

Veja Também

Berg Lima participa de reunião em Brasíla ao lado de João Azevedo e, encaminha pleito da cidade de Bayeux 

O prefeito de Bayeux Berg Lima, participou junto com o governador João Azevedo do VII ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.